Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Aberta a I Semana Literária de Teresópolis

Os sonetos finalistas estão expostos no hall da Casa de Cultura
Aberta a I Semana Literária de Teresópolis

Evento continua neste sábado

Teresópolis, 29 de novembro de 2013 - Foi aberta na noite desta quinta-feira, na Casa de Cultura Adolpho Bloch, com palestra, visita à exposição visual e lançamento de livros, a I Semana Literária de Teresópolis. Promovido pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura, o evento reúne em um mesmo local diversas atividades ligadas à palavra escrita e à literatura, com a participação de diferentes entidades e personalidades. A programação continuou nesta sexta, 29, e prossegue ainda neste sábado, 30.

Na abertura oficial do evento, o Secretário de Cultura, Wanderley Peres, deu as boas-vindas aos convidados. “Desde o início do ano, pensamos em um evento que voltasse os nossos olhos para a literatura. E dentro das nossas possibilidades, chegamos à realização da I Semana Literária. São diversas atividades para quem aprecia as letras e conhece o poder, a beleza, a magia e a imaginação que advêm das palavras. Que esta seja apenas a primeira. E que nossa Semana Literária cresça a cada ano”, comemorou o secretário, que falou ainda sobre toda a programação.
 Livros sobre a ciência da logosofia também puderam ser vistos no primeiro dia de evento
 Lançamento de livros e noite de autógrafos movimentaram a primeira noite de evento
 Após a abertura, tiveram inicio as atividades, com a palestra ‘A estratégia mental no jogo da vida’, promovida pela Fundação Logosófica. Ministrada pelo empresário Marco Cohen, a palestra abordou questões ligadas ao domínio do pensamento e das ações ao longo da vida. Logo depois, foi a vez da visita à mostra de artes visuais Arte Lida, montada na galeria da Casa de Cultura e formulada especialmente em função da Semana Literária.

A exposição conta com a participação de 12 artistas plásticos, em uma aposta diferente e inovadora. São pinturas, gravuras e colagens, além de uma instalação, inspiradas a partir de textos literários, sejam livros de outros autores ou até mesmo de autoria própria. Compõem a mostra os artistas: Beth Bilé, Clélia Brito, Eneida Telles, Lydia Haydee, Marcia Tayt-Sohn, Renato Bordini, Ricardo Guarilha, Ruth Bilé, Vagner Queiroz, Vânia Catarina, Vânia Azamor e Vanessa Barini. Cada um deles levou para o universo plástico elementos extraídos de livros lidos ou escritos, transformando a ficção, o romance, a novela, o conto e a poesia... em cor, forma, volume e conceito.

Alguns dos artistas que integram a mostra estiveram na Casa de Cultura na noite desta quinta e, em um encontro informal, puderam mostrar ao público como chegaram às suas inspirações. Os trabalhos, que vem despertando o interesse na galeria da Casa, podem ser vistos até este sábado, 30.

Outro ponto alto da programação do primeiro dia foi o lançamento coletivo de livros e noite de autógrafos, realizados na Sala de Dança e no hall da Casa de Cultura. Nove escritores de Teresópolis se reuniram no evento e mostraram seus trabalhos, antigos, novos e até futuros, ainda em fase de finalização. Participaram os autores Ivanil de Resende, Clara Waisman, Nelli Pampillon, Lucinda dos Santos da Silva, Luiza Brault, Norma Freitas, Delmo Ferreira, Fernando Mello e Mario Jorge Aranha, que, além de exporem os livros, puderam trocar experiências.
A escritora Luiza Brault
Quem esteve presente ao evento, aprovou. “Este é o embrião do que queremos para os próximos anos. Pensamos em realizar uma feira a nível regional para o ano que vem, uma nacional para 2015 e até internacional para 2016. Teresópolis tem vocação para a literatura e pode ser transformada em um grande polo de cultura. Só precisamos da sensibilidade da Secretaria de Cultura, que já temos, e agora, do interesse da sociedade teresopolitana”, destacou o presidente da Academia Teresopolitana de Letras, Delmo Ferreira.

A escritora Norma Freitas também elogiou. “Uma Iniciativa muito válida. No Grupo de Trabalho de Literatura do Fórum de Cultura sempre tivemos um evento como este entre nossas propostas. E finalmente está aí a Semana Literária. O difícil é começar. Agora, que já passamos pela maior dificuldade, será só comemorar o sucesso e o crescimento do evento. Neste primeiro dia, já tivemos diversas atividades, uma ótima palestra e ainda pude trocar experiências, conhecer novos autores. Está valendo a pena. A Secretaria de Cultura merece os parabéns pela ideia”, enalteceu.

O primeiro dia de evento teve ainda, durante o dia, a realização da palestra ‘A arte de contar histórias’. Promovida pela Secretaria de Educação, através do projeto Chega Mais Leitura, o evento contou com a participação de professores da rede municipal de ensino.
O palestrante Marco Cohen falou sobre o pensamento humano
Montada na galeria, a mostra Arte Lida é outro ponto alto da Semana Literária
Concurso de Sonetos e Encontro de Academias

A I Semana Literária de Teresópolis continuou nesta sexta-feira, 29 de novembro, com a final do Concurso de Sonetos da Cultura. Na ocasião, os seis sonetos finalistas do concurso foram declamados por seus intérpretes e, a partir da avaliação da comissão julgadora, foram conhecidos os três primeiros colocados e ainda o melhor intérprete da noite. A premiação incluiu filmadora, câmera fotográfica e porta-retratos digitais. A noite teve ainda uma apresentação de chorinho, interpretada pelo violonista Geremias Cruz e a cantora Martha Rocha.

No hall da Casa de Cultura estão expostos os 18 sonetos, finalistas, classificados e participações especiais, que irão integrar uma antologia a ser lançada em breve pela Secretaria de Cultura. O concurso foi promovido com o objetivo de estimular e divulgar a produção poética construída em língua portuguesa. A iniciativa homenageou o poeta e músico Vinícius de Moraes, que completaria 100 anos em 2013.

A programação da I Semana Literária de Teresópolis continua ainda neste sábado, 30 de novembro, com Encontro de Academias, às 19h, e noite de seresta com Rogério Barros e Paulo Carminatti, a partir das 20h. Entrada franca.
 O Secretário de Cultura, Wanderley Peres, e o escritor Ivanil de Resende

Texto: Geórgia Jahara
Fotos: Roberto Ferreira
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Alerta Defesa Civil Teresópolis - 29/11/13

Defesa Civil Teresópolis
PROBABILIDADE DE CHUVA MODERADA A FORTE COM TEMPESTADE ELÉTRICA NAS PRÓXIMAS HORAS. 

ESTADO DE ATENÇÃO!

Secretaria Municipal de Defesa Civil
Sistema de Alerta via SMS / EMAIL
Centro de Monitoramento e Comunicação
Em caso de emergência
ligue para 199

Fonte:Secretaria de Defesa Civil de Teresópolis

UNIFESO Teresópolis faz exercício simulado de escape em prédios no Dia Estadual de Redução de Risco de Desastres no Rio de Janeiro

UNIFESO Teresópolis faz exercício simulado de escape em prédios no Dia Estadual de Redução de Risco de Desastres no Rio de Janeiro
UNIFESO faz exercício simulado de escape em prédios


No Dia Estadual de Redução de Risco de Desastres no Rio de Janeiro, celebrado em 29 de novembro, o 16º Grupamento de Bombeiro Militar (Teresópolis) realizou junto ao Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) um exercício simulado de escape em prédios. De acordo com o major Marcelo Abreu, que supervisionou o evento, a ação foi feita em todo estado do Rio de Janeiro, numa mobilização que envolveu cerca de 150 mil pessoas em todo o território fluminense.

A desocupação aconteceu às 11h em três prédios do Campus Sede e em um prédio do Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano (HCTCO), contando com o apoio de cerca de 30 bombeiros, que auxiliaram no planejamento e na execução do evento e buscaram conscientizar todos os envolvidos sobre a necessidade de se criar uma cultura de prevenção a desastres. Participaram da ação estudantes e professores do Centro Educacional Serra dos Órgãos (CESO) e dos cursos de graduação do UNIFESO, funcionários e alguns pacientes do hospital.

O coronel Marcelo comentou que sua maior preocupação era a reação dos estudantes do colégio, no entanto os jovens surpreenderam ao demosntrar muita calma e disciplina durante a evacuação. “Eles agiram muito bem,como todos os demais. Espero que para o próximo ano façamos um outro exercício do tipo para avaliar se houve alguma mudança”, acrescentou o bombeiro. A professora Carla Regina Machado Neto, diretora do CESO, achou a mobilização produtiva, pois “nossos alunos estão sempre em ambientes de aglomeração e é importante saberem como se procede numa emergência”.

Na visão da estudante Sabrina Moretti, do curso de Odontologia, “além de sabermos o que fazer também é importante podermos orientar os outros em caso de emergência, para que não vire tumulto e a saída das pessoas ocorra bem”.

O engenheiro de Segurança do Trabalho Henrique Luiz Rodrigues, do Serviço Especializado em Saúde e Medicina do Trabalho (SESMT) do UNIFESO, destacou que “esse plano de abandono de edificações é uma exigência legal, porém nós nunca tínhamos atuado com a integração do corpo de bombeiros”. Ele agradeceu a colaboração dos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), dos componentes do SESMT e dos clientes que colaboraram. “Temos que pensar que num futuro pode haver a necessidade de uma saída de emergência e com treinamento fica tudo mais fácil”, alertou.
Fonte:Unifeso Clipping (Jornalismo)

Escola Municipal de Teresópolis usa arte dos próprios alunos como decoração do espaço escolar

A diretora Andresa Queiroz apresenta a exposição dos alunos a diretora do Departamento Pedagógico da SME, professora Carla Rabello
Escola Municipal usa arte dos próprios alunos como decoração do espaço escolar

Teresópolis, 29 de novembro de 2013 - Após um ano letivo que incluiu as artes plásticas como tema de diversos trabalhos pedagógicos, os alunos da Escola Municipal Profª Vera Maria Vianna Pedrosa (Meudon) se inspiraram em artistas como Tarcila do Amaral, Romero Britto e Van Gogh para criar suas próprias obras de arte. Ao todo são 23 telas pintadas pelos estudantes do 1° ao 5° ano que demonstraram maior aptidão artística e que estão agora em exposição nas paredes da unidade escolar.

“A equipe da Escola Municipal Vera Pedrosa está de parabéns! Utilizar a apropriação da linguagem artística no pensar e produzir sentidos pessoais para que as crianças possam exercer sua capacidade de criar é uma ferramenta incrível para que haja riqueza e diversidade nas experiências que lhes são oferecidas”, analisou o secretário municipal de Educação, professor Leonardo Vasconcellos.

A maioria das telas produzidas pelos alunos foram construções coletivas, pintadas a duas, três e até quatro mãos. Alunos com necessidades especiais também participaram do projeto e demonstraram uma aptidão notável para o desenvolvimento dos trabalhos artísticos.
“Vários alunos com as mais diferentes necessidades especiais pintaram seus quadros. Temos, inclusive, uma aluna com deficiência visual que também participou deste projeto. Foi uma coisa linda, porque ela fez questão de pegar na tinta, cheirar, passar a tinta na tela se apropriando daquele momento de forma muito intensa, que acabou emocionando todo mundo”, explica a diretora Andresa Leal Carvalho Queiroz.

Para a professora Carla Rabello, diretora do Departamento Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação (SME), a arte para crianças constitui-se num fazer que envolve três fatores fundamentais: a organização de suas experiências, a autocompreensão e o relacionamento com os outros através do seu trabalho.

“Em um trabalho como esse, o pensamento desses alunos, seus sentimentos, suas percepções e suas relações com o ambiente configuram-se por meio do processo criativo. A criança, através do pintar, reordena elementos extraídos da sua realidade elaborando seu conhecimento sobre o mundo real ou imaginário”, explica a diretora da SME.
Texto e fotos: Marcelo Ferreira
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Teresópolis participa de lançamento de plano estadual de proteção contra desastres naturais

Vice-governador Pezão apresenta os investimentos do Governo do Estado na recuperação de municípios atingidos por desastres naturais
Teresópolis participa de lançamento de plano estadual de proteção contra desastres naturais


Teresópolis, 29 novembro de 2013 – O vice-prefeito Márcio Catão e o secretário municipal de Defesa Civil, coronel Roberto Silva, representaram Teresópolis no lançamento do Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil, realizado nesta quinta-feira, dia 28, no Palácio Guanabara. Também marcaram presença, pelo Legislativo Municipal, os vereadores Maurício Lopes – presidente da Câmara, e José Carlos da Estufa.

“Precisamos de pronta resposta, da ação entre várias secretarias municipais, estaduais e federais para que tudo dê certo”, disse o governador Sérgio Cabral durante a cerimônia, que reuniu representantes de vários municípios, entre prefeitos, vice-prefeitos e equipes de Defesa Civil. Também prestigiaram o secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Jr, e o ministro-chefe da Secretaria da Aviação Civil, Moreira Franco, além de deputados estaduais.

O vice-prefeito de Teresópolis, Márcio Catão, fez uma avaliação positiva do encontro estadual. “A avaliação é 100%. Somos gratos ao Governo do Estado e ao Governo Federal por terem tido carinho e respeito pela sociedade teresopolitana na época da tragédia de janeiro de 2011. Mas muito ainda tem que ser feito”, pontuou.

Já o secretário de Defesa Civil de Teresópolis, coronel Roberto Silva, destacou que o município vem construindo um sistema de defesa civil que se fortalece a cada dia, com as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, o sistema de cheias do INEA (Instituto Estadual do Ambiente) e a implantação dos NUDECs (Núcleos Comunitários de Defesa Civil), entre outras ações.

“Também temos o programa de segurança escolar, em que fazemos um treinamento de evacuação nas escolas. Vemos que esse ensinamento não fica só nos colégios, as crianças são multiplicadoras das informações recebidas em suas residências. Tudo isso somado é que faz o sistema de defesa civil funcionar, evitando a perda de vidas nesse período crítico das chuvas de verão”.
Secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Jr, com o governador Sérgio Cabral: união de forças para pronta resposta à população
Representantes de vários municípios acompanham o lançamento do Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil
O plano

Desenvolvido pelo Sistema Estadual de Defesa Civil – grupo formado por órgãos e entidades da administração pública estadual e municipal, entidades privadas e pela comunidade – o Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil, tem como objetivo planejar, coordenar e promover ações que reduzam os riscos de desastres. O documento consiste em um conjunto de procedimentos e ações para atender emergências e definir recursos humanos, suas respectivas competências, recursos materiais e equipamentos complementares para prevenção, controle e enfrentamento de possíveis acidentes.

Entre as ações propostas estão a preparação das comunidades, a pronta resposta nas ações de socorro, a assistência humanitária das populações afetadas e a reabilitação inicial dos cenários afetados pelos desastres. De acordo com o secretário estadual de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, o plano servirá de base para a elaboração de documentos complementares relacionados ao monitoramento, alerta que visa reduzir danos e prejuízos decorrentes de desastres.

Segundo Simões, é a primeira vez que a Defesa Civil, que completa 30 anos nesta sexta-feira, dia 29, recebe R$ 50 milhões para fazer com que o sistema de alertas funcione no estado. Atualmente, 54 comunidades contam com o sistema de alerta. Outros 12 municípios devem receber o aparato até janeiro e, 15 cidades serão beneficiadas durante 2014.

Teresópolis conta com 24 sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, distribuídas em 13 comunidades, na cidade e no interior. O município tem ainda mais duas sirenes, instaladas pela Prefeitura em duas escolas municipais, na zona rural, que disparam automaticamente quando o nível de água dos rios vizinhos aos prédios escolares atinge um nível crítico, indicando a possibilidade de transbordamento.
Vice-prefeito Márcio Catão e secretário de Defesa Civil, coronel Roberto Silva, representam o Executivo Municipal no lançamento do plano estadual de proteção contra desastres naturais
Vice-prefeito Márcio Catão, secretário de Defesa Civil, coronel Roberto Silva, vereadores Maurício Lopes e José Carlos da Estufa: Executivo e Legislativo Municipal representados no lançamento do plano estadual
Obras de reconstrução

Durante o lançamento do Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil, o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, apresentou os investimentos realizados para recuperar áreas que foram destruídas por desastres naturais em todo estado. De acordo com Pezão, foram investidos R$ 2,6 bilhões somente na Região Serrana, recursos aplicados em desobstrução e reconstrução de acessos, construção de pontes, contenção de encostas, drenagem, recuperação de rios, desapropriação de terrenos e construção de moradias populares.

Pezão alertou que a responsabilidade da retirada da população das áreas de risco é dos municípios. “Cada vez mais temos que comprar a briga e tirar as pessoas das áreas de risco. Em sete anos nunca deixamos de apoiar os municípios e de estar na linha de frente. Mas a responsabilidade é das cidades. Este é o grande chamamento que estamos fazendo com este plano”, assinalou.

Fotos – crédito para Marco Esteves
Fonte-Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Ex-prefeito de Gramado, Pedro Bertolucci, ministra palestra em Teresópolis

Teresópolis
Ex-prefeito de Gramado, Pedro Bertolucci, ministra palestra em Teresópolis-Evento sobre cidade referência em turismo acontece no dia 3 de dezembro, no Sesc


Teresópolis, 29 de novembro de 2013 – O Sebrae/RJ e a Aciat (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Teresópolis) promovem na próxima terça-feira, 3 de dezembro, às 19h, no Sesc, a palestra ‘Uma Grande Oportunidade para o Futuro de sua Cidade’, com o ex-prefeito de Gramado (RS), Pedro Bertolucci. Gestor da cidade gaúcha por quatro mandatos, Bertolucci falará sobre as iniciativas de êxito que foram implementadas, transformando aquele município em referência no turismo nacional.

Durante a palestra, Bertolucci vai tratar de diversos temas sobre seu trabalho à frente da Prefeitura de Gramado, centrado nos pilares crescimento ordenado, visão de futuro e qualidade de vida, utilizando-se o viés do empreendedorismo para promover oportunidades de negócios e valorização da cidade como marca oficial do Natal Luz.

Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Cultura de Raiz encerra temporada 2013 neste domingo em Teresópolis

Teresópolis
Cultura de Raiz encerra temporada 2013 neste domingo

Teresópolis, 28 de novembro de 2013 - Neste domingo, 1º de dezembro, será realizada na Casa de Cultura Adolpho Bloch, a partir das 10h, a 12ª edição do Encontro de Cultura de Raiz de Teresópolis. A edição será a última da temporada 2013 e, por isso mesmo, mais do que especial. Promovido pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura, o evento vai abordar temas natalinos, pastoris, lembrando ainda as Folias de Reis, sem esquecer, é claro, da boa e velha música do homem do campo.

“Tivemos um grande ano para o Cultura de Raiz. Foram 12 edições ininterruptas, além de três itinerantes, todas realizadas com absoluto sucesso. O projeto segue a pleno vapor, com muita música, prosa e verso, conquistando cada vez mais o público e valorizando de forma incondicional a cultura popular. Neste domingo, teremos nossa última edição de 2013, marcada, com certeza, por muita alegria, em um ambiente amistoso, agradável e descontraído. Estão todos convidados”, enaltece o Secretário de Cultura, Wanderley Peres.

Como de costume, o engenheiro agrônomo Beto Selig comandará o evento, apoiado pela professora Andréa Sant'Anna e o Subsecretário Arnaldo Almeida, que coordenam o projeto. Entre as muitas apresentações previstas, estão confirmados artistas como Adão Curió da Viola, Roninho, Seu Timbira, Ayrton Rebello, Jorge Viajante, Vera Borcard, Wanda Pinheiro e Clotilde Soares, entre outros. O lanche à moda caipira, com café, sucos e bolos, servido logo no início da manhã, também está garantido. Entrada franca.

Concerto de Natal no Música na Matriz

Ainda no domingo, 1º de dezembro, será realizada também a última edição de 2013 do projeto Música na Matriz, promovido pela Secretaria de Cultura de Teresópolis. Marcando a época, o projeto terá como atração desta vez um concerto de Natal, interpretado pelos músicos Luiz Claudio Peixoto (piano e teclado), Leonardo Bruno (trombone), Marcelo Cardoso (sax e flauta), Filipe (trompete) e Cacau (percussão). A apresentação terá ainda a participação especial do Coral George March, regido pela musicista Célia Seabra, que é também coordenadora do projeto. O concerto deste domingo será realizado às 16h, na Matriz de Santa Teresa, localizada na Praça Balthasar da Silveira, no Centro.

Texto: Geórgia Jahara
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Estado libera recursos para construção do Centro de Hemodiálise de Teresópolis

Prefeito Arlei entre os secretários de Saúde, Sérgio Côrtes (Estado) e Carlos Otávio Sant’Anna (Município)
Estado libera recursos para construção do Centro de Hemodiálise de Teresópolis 

Teresópolis, 28 de novembro de 2013 – O Governo do Estado vai liberar R$ 1,8 milhão para a construção do Centro de Hemodiálise de Teresópolis. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 28, durante reunião na Secretaria de Estado de Saúde, no centro do Rio de Janeiro. Participaram do encontro de trabalho o secretário estadual Sérgio Côrtes, o prefeito Arlei e o secretário de Saúde de Teresópolis, Carlos Otávio Sant’Anna. Também acompanharam a reunião as subsecretárias estaduais Monique Fazzi, Rachel Rivello (Vigilância em Saúde) e Mônica Almeida (Atenção à Saúde). 

De acordo com Sérgio Côrtes, dentro de dez dias será publicada uma resolução autorizando a transferência dos recursos, que serão divididos em duas parcelas de R$ 900 mil. “O prefeito Arlei e o secretário Carlos Otávio apresentaram o projeto executivo, que foi visto pela nossa equipe da Subsecretaria de Vigilância e por técnicos experientes em clínicas de hemodiálise. Dentro de dez dias será publicada uma resolução garantindo a transferência, para que a Prefeitura possa finalmente construir o centro e dar uma resposta definitiva para os nossos pacientes que necessitam realizar hemodiálise em Teresópolis”. 

O prefeito Arlei comemorou mais uma importante conquista em benefício da população de Teresópolis. “Agradecemos mais uma vez a parceria do Governo do Estado. O centro de hemodiálise será construído no terreno onde hoje funciona a sede da Secretaria de Defesa Civil, na Tijuca, com uma contrapartida de R$ 400 mil do Município”, pontuou. 

Desde setembro o setor de hemodiálise do Hospital São José, que atendia o município, está interditado pela Vigilância Sanitária Estadual para investigar contaminação de pacientes pelo vírus da hepatite C. Desde então, 88 pacientes de Teresópolis fazem o tratamento em Magé e Itaboraí, com transporte garantido pela Prefeitura. 

É uma excelente iniciativa da Prefeitura que, mais uma vez, está dando uma rápida resposta a um problema que existe há anos na cidade. O prefeito Arlei, assim que aconteceu a crise, prontamente veio ao Estado para que Teresópolis não sofresse com o transporte para Magé e Itaboraí, o que gera um transtorno muito grande para o paciente. Hoje o prefeito está tomando uma decisão definitiva para a cidade, que é a construção de um centro de hemodiálise para atender a população”, enalteceu o secretário de estado de Saúde, Sérgio Côrtes. 

O secretário de Saúde de Teresópolis, Carlos Otávio Sant’Anna, agradeceu o empenho do secretário estadual Sérgio Côrtes, que vem dando toda assistência ao município na busca de uma solução para o problema.
Reunião na Secretaria de Estado de Saúde, marca anúncio da liberação de R$ 1,8 milhão para a construção do Centro de Hemodiálise de Teresópolis
Estado e Prefeitura trabalham para a construção do Centro de Hemodiálise em Teresópolis
Arlei Rosa e Sérgio Côrtes
Fotos:Marco Esteves
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Vereadores aprovam Projeto de Habitação elaborado pelo Fórum de Habitação Popular de Teresópolis

Vereadores aprovam Projeto de Habitação elaborado pelo Fórum de Habitação Popular

Na Sessão do dia 27.11, os vereadores aprovaram a proposta de Emenda à Lei Orgânica feita pelo Fórum Permanente de Habitação Popular do Município de Teresópolis, na qual solicitam que seja alterada redação do artigo 193-A da Lei Orgânica, que destina 3% (três por cento) das receitas próprias do município de Teresópolis aos programas habitacionais, para que tais valores sejam depositados no Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS), instituído pela Lei Municipal n° 2.725 de 04/12/2008, combinado com Plano Nacional de Habitação de Interesse Social.

As Comissões de Legislação e Justiça e Redação Final e Finanças e Orçamento examinaram a proposta e derem parecer favorável à emenda abaixo, sendo mantida a aprovação na votação.

É necessário uma segunda votação, que está agendada para a Sessão Ordinária do dia 11.12.
_________________________________________________________________

EMENDA À LEI ORGÂNICA MUNICIPAL N° 003/2013

Ementa: Altera redação do Artigo 193-A da Lei Orgânica do Município de Teresópolis.

A CÂMARA MUNICIPAL DE TERESÓPLIS, apresenta a seguinte emenda a Lei Orgânica:

Art. 1º O Art. 193-A da Lei Orgânica do Município de Teresópolis passa a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 193-A O Município aplicará, anualmente, nunca menos de 3% (três por cento) da receita própria do Município, na construção de casa populares, que será depositado no Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS).

Art. 2º Esta Emenda à Lei Orgânica entra em vigor na data de sua publicação, surtindo seus efeitos a partir do ano de 2013.

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO JUSTIÇA E REDAÇÃO FINAL
MILTON CÉSAR RAMOS RODRIGUES (PSDB)-Presidente
FABIO BRANCO DA CRUZ (PMDB)-Relator
DR. ANTONIO FRANCISCO (PP)-Membro

COMISSÃO DE FINANÇAS E ORÇAMENTO
SERGIO PIMENTEL (PRP)-Presidente
LUCIANO FERREIRA (PSL)-Relator
MILTON CESAR RAMOS RODRIGUES (PSDB)-Membro

_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

Fórum de Habitação entregou Projeto de Iniciativa Popular no dia 25

A Sessão Legislativa do dia 25.11 foi marcada pela entrega do Projeto de Emenda à Lei Orgânica que destina 3% das receitas próprias do município aos programas habitacionais. A proposta, de iniciativa popular, foi elaborada pelo Fórum de Habitação Popular e colocada em pauta para os vereadores votarem na próxima Sessão, dia 27.11.

No último dia 11.11, o grupo apresentou a proposta, cuja intenção é depositar os valores no “Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social - FMHIS”, de acordo com a Lei Municipal Nº. 2725, de 04/12/2008 e em conformidade com o Plano Nacional de Habitação de Interesse Social.

Fonte:Câmara Municipal de Teresópolis

Teresópolis se prepara para a 13ª edição do festival de poesia PoÊterÊ e a 1ª FLI Serrana neste sábado(30/11)

Teresópolis se prepara para a 13ª edição do festival de poesia PoÊterÊ e a 1ª FLI Serrana neste sábado(30/11)
Neste sábado, dia 30 de novembro, o UNIFESO, através do Centro Cultural FESO Pro Arte (CCFP), realiza a 13ª edição do festival de poesia PoÊterÊ, das 9h às 21h, com diversas atrações como estandes de venda e espaço para troca de livros, encontros com escritores, oficinas de ilustração, máscaras e bonecos de pano, saraus, contação de histórias, exposição de ilustradores (EXPO Cores e Formas da AEILIJ), apresentação teatral, música e poesia, e espaço para discussões. No encerramento, além das homenagens e premiações programadas, serão comemorados os 15 anos do CCFP com apresentação de música clássica e coquetel.

A novidade para este ano é a 1ª FLI Serrana, a Festa Literária da Região Serrana que abre espaço para a poesia e a literatura infanto-juvenil. A grande homenageada do festival é a premiada escritora Sylvia Orthof. Autores infanto-juvenis e ilustradores irão dialogar, brincar e apresentar suas obras ao público, que contará com a presença de escolas de Teresópolis através de parceria com a Secretaria Municipal de Educação e da rede particular, oferecendo aos pequenos leitores a oportunidade de vivenciar e participar de diversas atividades literárias.


Fonte:Unifeso Clipping (Jornalismo)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Teresópolis participa da III Conferência Nacional de Cultura



Teresópolis participa da III Conferência Nacional de Cultura
Teresópolis participa da III Conferência Nacional de Cultura

Teresópolis, 27 de novembro de 2013 - Teve início nesta quarta-feira, 27 de novembro, em Brasília, a III Conferência Nacional de Cultura (CNC). O encontro vai até domingo, 1º de dezembro, e conta com a participação de Teresópolis, representada pela Coordenadora de Projetos da Secretaria de Cultura, Nara Zeitune. Durante a conferência, serão discutidas as políticas culturais que vão nortear o Brasil nos próximos anos. Além de representar Teresópolis, e consequentemente a Região Serrana, Nara Zeitune também coordena a delegação do Estado do Rio de Janeiro presente na conferência, a convite do próprio Ministério da Cultura (MinC). 

O maior encontro de discussão de políticas culturais do país conta com a participação de cerca de duas mil pessoas, entre delegados e convidados de quase três mil municípios. A delegação do Estado do Rio de Janeiro conta com 46 delegados, eleitos durante a III Conferência Estadual, realizada em setembro. 

A III Conferência Nacional de Cultura tem como tema central "Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Nacional de Cultura". As discussões na III CNC estão divididas por temas, distribuídos em quatro eixos: Implementação do Sistema Nacional de Cultura em todo o País; Produção Simbólica e Diversidade Cultural; Cidadania e Direitos Culturais; e Cultura e Desenvolvimento. Entre as propostas a serem discutidas, estão as relacionadas ao alcance, até 2020, das 53 metas do Plano Nacional de Cultura (PNC). A III CNC também avaliará os resultados da II Conferência Nacional, realizada em 2010, e a implementação dos planos de cultura nos estados e municípios. 

Propostas estaduais 

Além de todas as discussões de âmbito nacional, a delegação fluminense leva à etapa em Brasília uma série de propostas, aprovadas na III Conferência Estadual, consideradas como de maior relevância para o desenvolvimento da cultura no Estado do Rio. A ideia é que ao menos algumas destas propostas sejam aprovadas, gerando, desta forma, benefícios para o setor no âmbito estadual. 

Entre as propostas estão: capacitar gestores de cultura, servidores, conselheiros e agentes culturais, mestres e griôs de cultura popular e tradicional, através de programas de formação na área cultural, cursos promovidos e certificados pelo Ministério da Cultura e instituições de ensino; implementar o Sistema Nacional de Financiamento à Cultura com 2% de orçamento para a pasta, incluindo aprovação e consolidação da modificação da Lei de Incentivo Fiscal Federal à Cultura; criar linha de financiamento a fim de ampliar a infraestrutura tecnológica nos diferentes territórios, bem como, fomento à criação e circulação de conteúdos independentes em rádios, TVs, Internet, publicações e outras mídias no Brasil; estimular e democratizar, de forma descentralizada, o acesso à cultura digital com especial atenção à questão do território e suas diversidades, estabelecendo novo paradigma que rompa com a visão de centro – sempre privilegiado - e periferia/interior – costumeiramente ausente dos principais programas ou investimentos públicos. 

Também constam na pauta: ampliar e transformar em políticas públicas permanentes o Programa Cultura Viva, fortalecendo os pontos de cultura, e o Programa Mais Cultura, em todas as escolas, visando a transversalização da cultura; ampliar a política de editais, desburocratizando seus processos; implementar política pública de integração da cultura e da educação por meio de fomento, financiamento e promoção da pesquisa, cursos livres, atividades esportivas, cursos profissionalizantes, programas de extensão, oficinas, intercâmbios e residências, estimulando a leitura e a construção de bibliotecas para instituições e espaços públicos de cultura e ensino municipais, estaduais e federais. 

E ainda: mapear e regularizar os espaços públicos, privados (e/ou tombados) ociosos, para serem ocupados e revitalizados por grupos culturais, com fins de utilização, através de concessão de uso, desapropriação ou instrumento jurídico pertinente; e finalmente, mobilizar o Congresso Nacional para votar a proposta de emenda constitucional n° 150, que destina à cultura 2% da receita da União; 1,5% da receita dos estados e do Distrito Federal; e 1% dos municípios, assim como garantir a execução dos planos de cultura. 

Todas estas propostas serão apresentadas ao longo das discussões dos eixos e sub-eixos da conferência e, em caso de aprovação, levadas à plenária final da III Conferência Nacional de Cultura, marcada para o domingo, pela manhã, com a participação de todos os delegados, definindo as prioridades de cada eixo. 

“Desde que assumimos pela primeira vez a gestão cultural em Teresópolis, participamos ativamente deste amplo processo democrático que envolve a cultura no país. Sempre realizamos nossas conferências, estivemos em contato permanente e estreito com a Secretaria de Estado de Cultura e até mesmo o MinC, com o objetivo constante de contribuir para uma política pública eficiente para todos nós. Agora, mais uma vez estamos representados em Brasília, cumprindo nosso dever na discussão e, mais do que isso, buscando projetos culturais e recursos para o fortalecimento do setor em Teresópolis”, destaca o Secretário de Cultura, Wanderley Peres. 
Ministra da cultura,Marta Suplicy,na abertura da III Conferência Nacional de Cultura em Brasília em 27/11/13

Foto-Secretaria de Cultura(cultura.gov.br)
Texto- Georgia Jahara
Fonte-Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Plantio de hortênsias dá início à preparação de Teresópolis para a Copa do Mundo

Plantio de hortênsias dá início à preparação de Teresópolis para a Copa do Mundo-foto meramente ilustrativa
Plantio de hortênsias dá início à preparação de Teresópolis para a Copa do Mundo


Teresópolis, 27 de novembro de 2013 – Neste sábado, dia 30, serão plantadas mais de 4.500 mudas de hortênsias na margem direita de um trecho da Avenida Rotariana, no Soberbo. A ação surgiu em uma das reuniões ordinárias do COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) que, pela sua forte articulação, convocou várias entidades que fazem parte do conselho, e outras, para participar do plantio.

Inclusive, a iniciativa resultou na criação de uma Comissão Organizadora dos assuntos relacionados à revitalização de Teresópolis para a Copa do Mundo de 2014, em parceria com a Prefeitura. Órgão de caráter deliberativo, a comissão terá como fundamento implantar ações relacionadas à revitalização de praças e atrativos turísticos, a fim de preparar a cidade para a Copa do Mundo de 2014. As atividades serão voltadas para a elaboração e monitoramento de propostas de planejamento que serão promovidas a curto e médio prazo.

Prontamente, 17 entidades da cidade atenderam ao chamado. Entre elas, Teresópolis Convention & Visitor Bureau, ACIAT (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Teresópolis), CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Teresópolis), Sincomércio, FESO (Fundação Educacional Serra dos Órgãos), CET (Centro Excursionista Teresopolitano), CEAT (Centro de Ecologia Aplicada de Teresópolis), ACervA (Associação dos Cervejeiros Artesanais de Teresópolis), Grupo de Ciclistas, Grupo de Tiro, Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente), Lions Cibernético, Rotary Club, NA’AMAT, Loja Maçônica Três Luzes, Grupo Escoteiro Nova Vida e Tere Gourmet.

A ação conta com o apoio da Prefeitura de Teresópolis, através das secretarias municipais de Turismo, Meio Ambiente, Serviços Públicos e Agricultura. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos autorizou o plantio, nas imediações da unidade, de hortênsias e de outras espécies disponíveis no Horto Municipal.

Para o presidente do COMTUR, Leonardo Carvalho, “esta iniciativa reflete o momento de planejamento, sensibilização e responsabilidade social do SIMTUR (Sistema Municipal de Turismo) para com o cidadão em relação ao seu papel na manutenção e zelo pelo bem comum, que é a cidade de Teresópolis”.

Na opinião do secretário municipal de Turismo, Henrique Carregal, “trata-se de uma movimentação da sociedade civil organizada, feita em parceria com o poder público, em que todos têm a ganhar. E é essa justamente a política de turismo da secretaria”.

É esperada a participação de 250 pessoas das entidades para o plantio, que começa a partir das 7h30 deste sábado, 30, na sede da Secretaria Municipal de Turismo, no Soberbo.

Foto:divulgação internet
fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Reforma do Centro Administrativo Celso Dalmaso em Teresópolis tem 50% da obra concluída

Reforma do Centro Administrativo Celso Dalmaso em Teresópolis tem 50% da obra concluída
Reforma do Centro Administrativo Celso Dalmaso tem 50% da obra concluída-Nos próximos dias, começa a fase de acabamento


Teresópolis, 27 de novembro de 2013 – Realização de governo do Prefeito Arlei, está em andamento a reforma do Centro Administrativo Celso Dalmaso, localizado ao lado da Câmara Municipal, na Várzea. Até o momento, cerca de 50% da obra foi concluída, sendo que a fase de acabamento, que inclui revestimento do piso, teto, instalação de janelas e portas e pintura, entre outros serviços, deve começar no início de dezembro. A proposta é que o local seja transformado em um moderno centro de administração, com novas instalações e acessibilidade para melhor atender o interesse público e coletivo.

Entre os serviços já executados estão o reforço das lajes e colunas; conclusão da fundação para instalação da cisterna e da escada externa de saída de emergência; construção das paredes e telhado, com 80% do embolso feito; contrapiso pronto; redes de esgotamento sanitário e de hidráulica internas finalizadas; e infraestrutura para elevadores pronta, com previsão de colocação do maquinário para janeiro de 2014. A parte elétrica está em andamento.

“Nos próximos dias, entraremos na fase de acabamento da obra, que é um trabalho mais minucioso, detalhista. Esta parte da reforma inclui revestimento dos 12 banheiros, sendo seis adaptados para pessoas portadoras de deficiência física, três copas, sendo uma por andar; pintura interna e da fachada do prédio; e instalação de portas e janelas, entre outros serviços”, explicou a arquiteta da Enge Prat, empresa contratada por licitação para executar a obra, Ana Paula Menezes. A previsão de término do trabalho é para aproximadamente daqui a 60 dias.

Modernização do Centro Administrativo

O Centro Administrativo Celso Dalmaso terá três andares, com elevadores, escadas, cozinhas e banheiros nos três pavimentos, incluindo sanitários adaptados para pessoas com necessidades especiais, além de salas que serão utilizadas de acordo com a necessidade da Administração Municipal. Várias secretarias, que hoje se encontram em imóveis alugados, vão funcionar no local, desonerando os cofres públicos.

A recuperação do prédio foi anunciada por várias administrações nos últimos 20 anos, mas só virou realidade no governo do Prefeito Arlei. A obra, além de economizar dinheiro do município, também vai recuperar uma área que destoava do centro da cidade, uma vez que há alguns anos atrás o prédio, que já estava interditado, foi também incendiado.

Com 1.896m² de área construída em três pavimentos, a edificação foi projetada em abril de 1983 e inaugurada em 1985. A primeira interdição aconteceu no início dos anos 90, sendo liberada pela administração seguinte e vetada novamente em 1999. Em 2007, ocorreram dois incêndios no local, que também abalaram a estrutura. Finalmente em 2013, o prefeito Arlei determinou a recuperação total do prédio.

Texto: Mara Lúcia
Fotos: Marcelo Rosa
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Niterói terá Transoceânica

Niterói terá Transoceânica
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
ASSESSORIA DE IMPRENSA – COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA
Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2013

Niterói terá Transoceânica

Via ligará a Zona Sul à Região Oceânica da cidade

O vice-governador e coordenador de Infraestrutura do estado, Luiz Fernando Pezão, participou, nesta quarta-feira (27/11), ao lado do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e da ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, da solenidade de assinatura do contrato para a construção da via transoceânica, um dos principais projetos de mobilidade urbana da cidade, que vai ligar o bairro de Engenho do Mato, na Região Oceânica, a Charitas. A solenidade foi realizada no Museu de Arte Contemporânea (MAC).

A obra da Transoceânica compõe a carteira de mobilidade urbana do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) do governo federal. Orçada em R$ 315 milhões, sendo R$ 292,3 milhões do governo federal e o restante de contrapartida do município, a obra vai ser iniciada em 2014, com conclusão prevista para o primeiro semestre de 2016.

O Corredor BRT da Transoceânica beneficiará cerca de 80 mil pessoas por dia e 10 bairros, entre eles Itaipu, Piratininga, Camboinhas, Várzea das Moças e Itacoatiara. A via terá um total de 9,3 quilômetros de extensão com faixas exclusivas para ônibus, um túnel que vai ligar os bairros do Cafubá e Charitas de 1,3 quilômetro, além de ciclovias.

Os ônibus funcionarão no sistema BHLS (Bus of High Level of Service). Equipados com sistema de ar-condicionado, os coletivos terão portas de ambos os lados. Os passageiros serão recolhidos nos próprios bairros onde moram e os ônibus serão autorizados a entrar na faixa exclusiva do BHLS.

No projeto da Transoceânica, está prevista também a integração da via com a estação hidroviária de Charitas, que será reforçada com a aquisição de nove novas barcas, adquiridas pelo governo do estado, atualmente em fabricação na China e no Estado do Ceará, e transformada em um terminal intermodal. 

O prefeito Rodrigo Neves destacou a importância da Transoceânica para a cidade de Niterói.

- A Transoceânica é a mais importante obra e o maior investimento em infraestrutura urbana da história de Niterói. Ela vai mudar o paradigma da mobilidade urbana da nossa cidade. A obra vai reduzir de maneira significativa o fluxo de veículos em eixos viários que hoje estão saturados no Largo da Batalha, Santa Rosa, Icaraí e São Francisco. Com essas parcerias com os governos federal e estadual, estamos retirando Niterói da paralisia e do isolamento - disse o prefeito.

O vice-governador Luiz Fernando Pezão disse que, se não fossem as parcerias que o Estado estabeleceu com o governo federal, não teria como fazer investimentos nos municípios. Ele voltou a destacar o projeto Bairro Novo, que está realizando obras de pavimentação e drenagem em ruas da Região Oceânica. Pezão também ressaltou o investimento do governo do estado na compra de nove novas barcas que serão usadas na travessia Rio-Niterói.

- É uma grande satisfação voltar a Niterói e ver se concretizar mais uma obra de mobilidade urbana em Niterói. A transoceânica é de extrema importância para a população e será integrada à estação de Charitas, que ganhará o reforço de nove novas barcas, que o Estado comprou recentemente. Ainda em Niterói, estamos executando dois grandes programas de recuperação e reurbanização de ruas na cidade, num investimento de cerca de R$ 100 milhões. O Programa Bairro Novo, que vai asfaltar quase 50 quilômetros de ruas na Região Oceânica, e o Programa Asfalto na Porta, que já recapeou mais de 35 ruas do município – afirmou Pezão, ressaltando que, havia 50 anos que o governo do estado não comprava uma embarcação.

A ministra Miriam Belchior disse estar muito feliz de ver que um sonho de anos da população de Niterói será realizado.

- É gratificante ver virar realidade um sonho de tantos anos de uma cidade. A Transoceânica vai melhorar não só a qualidade de vida da população, como vai contribuir também para aumentar a autoestima de Niterói nos próximos anos. Vai ser uma revolução na cidade para quem usa ou não usa transporte público. Quem não usa hoje passará a usar devido à qualidade da proposta apresentada pela prefeitura, a qualidade do modal escolhido e a integração com outros modais de transporte, como as barcas, disse a ministra.

Capacidade de transporte da frota entre Rio e Niterói dobrará

O governo do estado comprou nove embarcações novas, que vão acabar com as filas de espera nas estações: sete estão sendo construídas na China pelo estaleiro Afai Southern Shipyard e as outras duas, pelo estaleiro cearense Inace. O total dos investimentos é de R$ 273 milhões.

Com as novas barcas, a capacidade de transporte da frota passará de 12,8 mil passageiros por hora para 24 mil passageiros por hora em cada sentido. O tempo médio de travessia Rio-Niterói, que hoje é de 18 minutos, passará para 12 minutos. Atualmente, nove embarcações fazem o percurso, sendo quatro catamarãs, adquiridos há pouco tempo, com capacidade para 1.300 passageiros, cada um, e cinco barcas antigas, que serão desativadas.

As Ilhas do Governador e de Paquetá também serão beneficiadas com a renovação da frota, recebendo os quatro catamarãs que atualmente operam na linha Rio-Niterói. Já as duas embarcações que estão sendo fabricadas no Ceará serão destinadas às travessias de Angra dos Reis e Mangaratiba. As barcas que servem a essas localidades têm 62 anos de uso.

- Um dos maiores legados do nosso governo é a modernização do sistema de transporte. Apenas na compra de barcas e trens vamos investir mais de US$ 1 bilhão. Isso significa redução nos custos de manutenção e, principalmente, qualidade e conforto para a população, mudando o paradigma de mobilidade de milhões de pessoas no estado - afirmou o coordenador de Infraestrutura do estado.

Fonte:Secretaria de Obras do Rio de Janeiro

Governo RJ apresenta Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil nesta quinta-feira 28/11/13

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

ASSESSORIA DE IMPRENSA – COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA
Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2013

AVISO DE PAUTA

Governo RJ apresenta ‘Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil’ nesta quinta-feira

Na ocasião, o vice-governador Pezão vai expor as ações e obras governamentais de reconstrução das cidades atingidas pelas chuvas

O secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, coronel Sérgio Simões, apresenta, nesta quinta-feira (28/11), às 15 h, no Salão Nobre do Palácio Guanabara, o Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil. Na ocasião, o vice-governador e coordenador de Infraestrutura do Estado, Luiz Fernando Pezão, vai expor as ações e obras governamentais de reconstrução das cidades atingidas pelas chuvas.

O Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil foi desenvolvido pelo Sistema Estadual de Defesa Civil (SIEDEC) - grupo formado por órgãos e entidades da administração pública estadual e dos municípios, por entidades privadas e pela comunidade - e tem por objetivo planejar, coordenar e promover ações que reduzam os riscos de desastres e possibilitem a proteção global das populações do estado em conjunto com os municípios. O documento consiste em um conjunto de procedimentos e ações para atender emergências bem como definir recursos humanos, suas respectivas competências, recursos materiais, equipamentos complementares para prevenção, controle e enfrentamento de possíveis acidentes.

De acordo com o coronel Sérgio Simões, entre as ações propostas no Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil estão a preparação das comunidades, a pronta resposta nas ações de socorro, a assistência humanitária das populações afetadas e a reabilitação inicial dos cenários afetados pelos desastres.

- O encontro será uma oportunidade para apresentarmos as ações do Governo do Estado do Rio na recuperação de áreas atingidas e também as medidas que vem sendo tomadas para prevenir novos desastres. Queremos ouvir os prefeitos e, juntos, traçarmos as melhores estratégias de atuação nos municípios numa espécie de força-tarefa da prevenção – disse. Segundo Simões, o Plano servirá de base para a elaboração de documentos complementares relacionados ao monitoramento, alerta e alarme com o objetivo de reduzir danos e prejuízos decorrentes de desastres.

Também participarão do encontro o secretário de Estado de Obras, Hudson Braga; o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno; o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Minc; e o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira. Os prefeitos dos 92 municípios fluminenses foram convidados para o evento.

SERVIÇO:

Apresentação das ações governamentais de recuperação das cidades atingidas pelas chuvas e do Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil do Rio de Janeiro

Data: 28/11 (quinta-feira)
Horário: 15 h
Local: Salão Nobre do Palácio Guanabara – Rua Pinheiro Machado, s/n – Laranjeiras.

Fonte:Secretaria de Obras do Rio de Janeiro

Estudantes do curso de Engenharia do UNIFESO Teresópolis participam de encontro PARNASO

Estudantes do curso de Engenharia do UNIFESO Teresópolis participam de encontro PARNASO
Estudantes do curso de Engenharia do UNIFESO participam de encontro PARNASO

O curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) tem aprofundado o envolvimento dos estudantes em questões ambientais e de educação ambiental. De acordo com a professora Liane Pitombo, “a educação ambiental e o trabalho de preservação do meio ambiente constituem um nicho muito interessante para os futuros profissionais que se identificam com os temas”. Com esse intuito o curso participou do 5º Encontro de Educação Ambiental da Serra dos Órgãos, realizado em outubro na sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO)

Entre os participantes estava a estudante Thamirys Domingues. Para ela, “o encontro proporcionou trocas de experiências sobre o tema ‘água’, com a demonstração de vários projetos em andamento na área de entorno do parque. No último dia as palestras giraram em torno do tema ‘água e espiritualidade’ gerando discussões muito interessantes sem a defesa de qualquer religião ou preconceito”.

Fonte: UNIFESO Clipping (Jornalismo)

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Escolas Municipais de Teresópolis desenvolvem trabalhos sobre Consciência Negra

A diretora Ana Maria de Oliveira Mendonça ao lado de alguns trabalhos em exposição
Escolas Municipais desenvolvem trabalhos sobre Consciência Negra


Teresópolis, 26 de novembro de 2013 - Visando desenvolver no alunos a reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira, além de evitar o desenvolvimento do preconceito e do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização dos negros perante a sociedade, as diversas unidades escolares da rede municipal de ensino trabalharam o tema da Consciência Negra durante o mês de novembro. Entre elas, a Escola Municipal Estolino Peixoto da Rocha, de Pessegueiros, que apresentou um trabalho envolvendo desde a pesquisa da culinária, até temas atuais como música e dança.

“Nosso trabalho deste ano se desenvolveu a partir da Oficina de Capoeira do Programa Mais Educação que apresentou o Maculelê para nossas crianças. Através de reuniões pedagógicas, cada professora se apropriou de um tema que foi desenvolvido pedagogicamente em sala de aula e se transformou em exposições e apresentações”, explica a diretora Ana Maria de Oliveira Mendonça.

Desde janeiro de 2003, a lei 10.639 incluiu o Dia Nacional da Consciência Negra no calendário escolar, que foi sancionada em 2011, tornando-a obrigatória. Nesta abordagem devem ser tratados temas como a luta dos negros no Brasil, cultura negra brasileira, o negro na sociedade nacional, inserção do negro no mercado de trabalho, discriminação, identificação de etnias, entre outros temas.

Na Escola Municipal Estolino Peixoto da Rocha, os temas foram abordados de diversas formas. A professora Simone Pfister Simião trabalhou com seus alunos as bonecas abayomi, de origem yorubá, e que significa “aquela que traz, felicidade ou alegria”. Sua tradição remonta a época da escravidão. Já a professora Sandra Mendes Ribeiro trabalhou com sua turma de pré II a herança artística - artes plásticas e músicas e culminou com a apresentação musical “Olhos Coloridos” de Sandra de Sá.
A professora Simone Pfister Simião trabalho as bonecas abayomi com seus alunos
Outro trabalho que também chamou bastante atenção foi o da professora Lívia Lagreca que pesquisou com seus alunos pratos herdados da cultura africana e trabalhou receitas, alimentos e suas origens, culminando no preparo do cuscuz doce, distribuído para todos os alunos da unidade escolar. A professora também trabalhou a importância da valorização da cultura africana e indígena. “Nossa intenção não é trabalhar uma data comemorativa, mas estimular a valorização e igualdade de um povo que foi desprivilegiado de seus direitos ao longo de nossa história”, explicou a professora.

O aluno Vanderson dos Santos, de oito anos, participou do trabalho e da pesquisa sobre culinária africana e gostou muito. “Aprendi que o cuscuz veio da África, aprendi como se faz e eu gosto muito de comer”, disse o estudante, feliz em participar da atividade.

“Os negros africanos colaboraram muito, durante nossa história, nos aspectos políticos, sociais, musicais, gastronômicos e religiosos de nosso país. A celebração da influência dessa cultura é uma forma de valorizar a herança afro-brasileira e ensinar aos nossos alunos a importância da diversidade e o respeito ao próximo”, resumiu a orientadora pedagógica Erika Cirico de Siqueira.
O aluno Vanderson dos Santos adorou participar dos trabalhos
A professora Lívia Lagreca apresenta seu tabuleiro de cuscuz feito com os alunos
A professora Sandra Mendes Ribeiro apresentou com seus alunos a música “Olhos Coloridos” de Sandra de Sá
Texto e fotos: Marcelo Ferreira
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou o resultado da análise microbiológica feita em 12 fontes de Teresópolis

Teresopolis
Saúde divulga resultado da análise da água de 12 fontes da cidade

Teresópolis, 26 de novembro de 2013 – Dando continuidade à vigilância da qualidade da água das fontes da cidade, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou o resultado da análise microbiológica feita em 12 fontes. De acordo com as amostras coletadas e analisadas pelo Laboratório Bacteriológico de Análise de Água para Consumo Humano, da Secretaria Municipal de Saúde, as fontes Amélia (Alto), Taumaturgo, Praça Taumaturgo e João Raposo (Tijuca) encontram-se impróprias para consumo.

Como a água das fontes pode sofrer variações de potabilidade, devido a alterações climáticas e do ambiente do entorno onde elas se localizam, os usuários são orientados a sempre ferver ou filtrar e clorar a água antes de ser consumida. A cloração é indicada porque o cloro, em dosagens corretas, elimina vários microorganismos causadores de doenças.

O monitoramento microbiológico da água das fontes da cidade é feito mensalmente pela equipe do Programa Vigiágua, setor ligado à Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde. O programa de controle da qualidade da água para consumo humano atende determinação do Ministério da Saúde. O acompanhamento deve ser periódico, a fim de garantir que a água consumida pela população atenda ao padrão e normas estabelecidas na legislação vigente.

Resultado da análise

• Fonte Brahma (Várzea) - Própria para consumo
• Fonte Fonte Santa – Própria para consumo
• Fonte Perpétuo – Própria para consumo
• Fonte São Sebastião (Pimenteiras) - Própria para consumo
• Fonte Santa Ângela (Vale do Paraíso) – Própria para consumo
• Fonte da Saúde (Tijuca) – Própria para consumo
• Fonte Judite (Alto) – Própria para consumo
• Fonte 7 Tanques (Rosário) – Própria para consumo
• Fonte Amélia (Alto) – Imprópria para consumo
• Fonte João Raposo (Tijuca) – Imprópria para consumo
• Fonte Taumaturgo (Taumaturgo) – Imprópria para consumo
• Fonte Praça Taumaturgo (Taumaturgo) – Imprópria para consumo

*Tendo em vista os resultados, foi orientada a adoção das seguintes medidas:

1) Interdição das fontes impróprias e investigação de possíveis danos na tubulação ou outras formas de contaminação da água;

2) Orientação aos usuários para que filtrem a água antes de beber, mesmo a das fontes que estão próprias para consumo;

3) Providenciar o reforço e a ampliação do serviço de monitoramento das fontes públicas, conforme solicitado pela Câmara Técnica de Saneamento do Comdema – Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente;

4) Informar a população sobre a potabilidade de cada fonte através da manutenção de placas indicativas.

Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresóolis

INEA-Boletim Hidrometeorológico Região Serrana : Teresópolis, Petrópolis , Nova Friburgo e Bom Jardim- 26/11/2013

INEA-Boletim Hidrometeorológico Região Serrana : Teresópolis, Petrópolis , Nova Friburgo e Bom Jardim- 26/11/2013
Boletim Hidrometeorológico Região Serrana - 26.11.2013

"A atenção se concentrou nas últimas 24 horas no Centro de  Petrópolis onde foi registrado um grande volume de chuva- 98,8 mm."

Visualização e download

Sistema de Alerta de Cheias 
Instituto Estadual do Ambiente
Tel: (21) 2580-7406 / (21) 7208-2219
Facebook: Alerta INEA
Twitter: @alertadecheias