Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de março de 2015

Fórum elege nesta terça, dia 31, o novo Conselho da Mulher de Teresópolis

TERESOPOLIS
Fórum elege nesta terça, dia 31, o novo Conselho da Mulher
Palestrantes renomadas debaterão temas relacionados ao movimento de mulheres

Teresópolis, 30 de março de 2015 – Será realizado nesta terça-feira, 31 de março, o Fórum de Eleição da nova composição do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, para o biênio 2015/2017. Com mesa redonda sobre temas relacionados ao movimento de mulheres, o evento acontecerá das 9h às 13h, no Teatro Municipal, localizado no 2º piso da Prefeitura (Av. Feliciano Sodré, 675, Várzea).

Uma das palestrantes é a deputada estadual Martha Rocha, empossada recentemente como vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro). A ex-delegada foi chefe de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, titular da Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher-RJ e presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim-RJ).

Outra palestrante convidada é a advogada Joselice Cerqueira, militante do movimento feminista desde a década de 1970 e ex-presidente da Comissão OAB Mulher. Ela participou da instalação do Cedim-RJ, da criação do Conselho da Mulher de Teresópolis e foi a primeira secretária dos Direitos da Mulher no município. Atualmente, Joselice Cerqueira é assessora de gênero da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do Rio de Janeiro (SPM-Rio).

Também estarão presentes a consultora do ILCT para a Agenda 21/Comperj, Lucila Martinez Cáceres, e a coordenadora do Centro de Cidadania LGBT Serrana, Silvia Furtado.

Qualquer pessoa interessada poderá acompanhar a mesa redonda. Entretanto, estarão aptas a votar no Fórum de Eleição as delegadas inscritas no fórum, inclusive as seis representantes do Poder Público. Dentre as candidatas, serão escolhidas 18 entidades, por meio de votação aberta. Serão eleitas, ainda, seis mulheres, sendo três titulares e três suplentes, que demonstrem interesse na causa, e que não estejam vinculadas a nenhum grupo da sociedade civil organizada.

Criado em 1993, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher é vinculado à Secretaria Municipal dos Direitos da Mulher. Órgão de caráter permanente, propositivo, deliberativo e fiscalizador da política de defesa e promoção dos direitos da mulher, é composto por representantes de entidades de classe, do poder público e por mulheres sem vínculos com instituições, porém todas integradas à causa. Tem como função a implementação de políticas públicas comprometidas com a superação de preconceito e desigualdade de gênero no âmbito municipal, entre outras atribuições.

Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

sábado, 28 de março de 2015

Conselho Municipal de Cultura de Teresópolis se reúne e debate projetos para 2015

A reunião do Conselho de Cultura foi realizada na Casa da Memória Arthur Dalmasso
Conselho Municipal de Cultura se reúne e debate projetos para 2015

Teresópolis, 27 de março de 2015 - Foi realizada na noite desta quarta-feira, 25 de março, a primeira reunião de 2015 do Conselho Municipal de Cultura. Liderado pelo presidente do Conselho, o secretário de Cultura Ronaldo Fialho, o encontro abordou assuntos como o Fundo Municipal de Cultura e o cronograma de eventos para 2015, entre outros.

Participaram da reunião diversos membros do conselho, entre representantes da sociedade civil e do poder público. Na ocasião, o secretário Ronaldo Fialho falou sobre as propostas da Secretaria de Cultura para 2015, destacando o projeto Teresópolis Circuito de Imagens, que deverá ser lançado em abril, com a instalação de 27 imagens temáticas pelas principais avenidas da cidade e pontos de grande circulação de pessoas.

Outro assunto abordado foi o Fundo Municipal de Cultura, implantado em Teresópolis desde o ano passado, completando assim a criação do CPF da Cultura (Conselho, Plano e Fundo). Com a possibilidade de receber recursos dos governos estadual e federal, o fundo será gerido pelo próprio Conselho de Cultura e só depende agora da conclusão do CPF do Governo do Estado do Rio para colher benefícios provenientes do próprio Estado e da União.

Ainda durante a reunião, foi apresentada ao Conselho a ementa que propõe a inclusão do Bloco Piranhas da Serra no livro de registros de Bens Culturais Materiais e Imateriais. Após debate sobre o assunto, ficou acordado que uma cópia da proposta será encaminhada a cada um dos conselheiros, para apreciação pessoal, com o compromisso de que o tema volte à pauta da próxima reunião, marcada para 29 de abril. Além da ementa, o cronograma anual da Secretaria de Cultura e um relatório a respeito do Fundo de Cultura também serão enviados a cada um dos conselheiros para apreciação.

Além de integrantes do Conselho e convidados, a reunião contou ainda com a presença virtual da vice-presidente do Conselho, Jussara Trindade, que, impossibilitada de estar presente fisicamente, participou do encontro por vídeo conferência.

“Foi um encontro produtivo, onde falamos sobre projetos para 2015, lembrando, mais uma vez, que a Secretaria de Cultura está de portas abertas para apoiar, dentro de nossas possibilidades, todo e qualquer projeto que traga acréscimos à cultura do município”, comentou o secretário e presidente do Conselho de Cultura, Ronaldo Fialho.

Texto: Geórgia Jahara
Foto: Jefferson Hermida
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Vem aí o Teresópolis Circuito de Imagens

Vem aí o Teresópolis Circuito de Imagens
Vem aí o Teresópolis Circuito de Imagens
Novo projeto da Secretaria de Cultura deverá ser lançado em abril

Teresópolis, 27 de março de 2015 - Em breve, uma novidade deverá tomar conta das principais ruas de Teresópolis. Trata-se do Teresópolis Circuito de Imagens, o novo projeto desenvolvido pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura. Serão diversas imagens a respeito de uma determinada data temática, que serão espalhadas mensalmente pelas principais ruas do centro da cidade em totens e paineis. A estreia, em abril, abordará o tema ‘Caminhos da Liberdade’, lembrando o ativista político Tiradentes, sua passagem por Teresópolis e a herança familiar deixada por ele.

“É uma ideia inovadora, que pretende elevar a autoestima do povo teresopolitano e, ao mesmo tempo, atrair turistas para a cidade, mostrando o que Teresópolis tem de melhor: sua gente, sua beleza e sua história, destacando também períodos e personagens importantes, como é o caso de Tiradentes. Embora poucos saibam, o inconfidente passou por Teresópolis, antes da fundação do município, já que estas terras fizeram parte dos caminhos para as Minas Gerais. Sendo assim, a intenção é que as pessoas vejam todas as imagens que exibiremos, percorrendo uma espécie de circuito, seja a pé ou de carro”, explica o secretário de Cultura, Ronaldo Fialho, que se reuniu esta semana com o secretário de Governo, Leonardo Vasconcellos, para apresentar o projeto.

O projeto terá uma referência diferente a cada mês, que será abordada através de 27 imagens acompanhadas por frases curtas, expostas em peças como pórticos, paineis de chão, totens em cone e totens em cubo. As peças, que terão decoração específica e contarão com iluminação especial para dar mais visibilidade às imagens, serão instaladas em vias públicas entre o Soberbo e o fim da Avenida Lúcio Meira. A cada mês, será lembrado um momento, um personagem, um fato histórico e assim por diante.

Entre os pontos pensados para a colocação dos totens e paineis estão as avenidas Rotariana, Oliveira Botelho, Alberto Torres, Feliciano Sodré e Lucio Meira. Os totens serão instalados em pontos específicos destas avenidas, como a Praça Senta a Pua, no Soberbo, a entrada do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, a Feirinha do Alto, o Colégio Ginda Bloch, o cruzamento da Reta, próximo à Casa e Video, a sede da Prefeitura e o Colégio Estadual Edmundo Bittencourt. Além destas, também deverão ser colocadas peças na Casa de Cultura Adolpho Bloch, na Praça Balthasar da Silveira, na Calçada da Fama e na Casa da Memória Arthur Dalmasso, e ainda nos pórticos do Soberbo e do fim da Lúcio Meira, próximo à antiga Casa de Saúde.

Além de Tiradentes, no mês de abril, outros temas já estão definidos para futuras homenagens, como as Mães, em maio, os Santos Festeiros, em junho, o Aniversário da Cidade, em julho, os Pais, em agosto, as flores da região na Primavera, em setembro, as Crianças, em outubro, e o Natal, entre novembro e dezembro. “Em maio, por exemplo, as imagens vão mostrar diversas mães, de variadas comunidades, todas de Teresópolis, escolhidas carinhosamente pela nossa equipe como forma de homenagem pelo seu mês”, completa Ronaldo Fialho.

Texto: Geórgia Jahara
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

sexta-feira, 27 de março de 2015

Estado do Rio investe na revitalização de conjuntos habitacionais

Conj habitacional José dos Reis, em Inhaúma, foto Marcelo Horn
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 27 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Estado investe na revitalização de conjuntos habitacionais
Previsão é de que a Secretaria de Habitação reforme mais 16 condomínios

Com o objetivo de oferecer moradias dignas e melhorar as condições de vida da população de baixa renda, o Governo do Estado vai investir na reforma de novos conjuntos habitacionais este ano. A previsão é de que a Secretaria de Habitação revitalize mais 16 condomínios no estado. As obras fazem parte do programa De Cara Nova, que já reformou 124 conjuntos.

O projeto, que recupera áreas comuns de condomínios populares, conserva e valoriza os imóveis. Este ano, o De Cara Nova já tem em andamento a reforma de mais 10 conjuntos em cidades como Rio de Janeiro (São Cristovão, Pilares, Ilha do Governador, Del Castilho e Engenho da Rainha), São João de Meriti, Mesquita, Petrópolis e Nova Iguaçu, que serão entregues ainda no primeiro semestre. As reformas abrangem 382 blocos de apartamentos e somam 7.194 famílias beneficiadas. O investimento é de R$ 84 milhões e as obras são executadas pela Companhia Estadual de Habitação.

“Conservar o que já existe também faz parte da política habitacional do Estado. É uma ação importante para os moradores e também para as áreas de entorno. Conjuntos reformados e conservados valorizam toda a vizinhança”, explicou o secretário de Habitação, Bernardo Rossi.

Melhoria de toda a infraestrutura

As ações do projeto contemplam recuperação estrutural, de revestimentos, de telhados, do sistema de esgoto na parte externa, impermeabilização das caixas d’água e cisternas e a construção ou reforma de quadras poliesportivas, além de reparos nos muros e calçadas.

Entre as obras, a mais emblemática é a do conjunto habitacional Pedregulho, em São Cristóvão. A reforma do célebre condomínio, assinado pelo arquiteto e urbanista Affonso Reidy, está perto de ser concluída. As intervenções incluem desde a sustentação dos pilares à substituição das janelas dos 328 apartamentos. A revitalização, que beneficia 1,7 mil moradores, conta com recursos de R$ 34 milhões. 

Mais dois conjuntos em Petrópolis serão revitalizados 

Com investimento de R$ 6,1 milhões, a Secretaria de Habitação vai iniciar ainda neste primeiro semestre a reforma de mais dois conjuntos em Petrópolis: São Sebastião e Chácara Flora. As intervenções do programa De Cara Nova beneficiam 1.093 famílias e abrangem as áreas comuns dos condomínios. Serão recuperados os revestimentos externos dos blocos, pintura das fachadas e coberturas. As melhorias do Estado em condomínios populares na cidade serrana já somam seis reformas, que totalizam R$ 14 milhões.

No São Sebastião, o conjunto é composto por 16 blocos onde residem 493 famílias e a obra soma R$ 2,4 milhões e, na Chácara Flora, são 600 famílias distribuídas em 34 blocos. Esta obra representa investimento de R$ 3,6 milhões. Já foram reformados e entregues na cidade os conjuntos Quitandinha, Dr.Thouzet, Mosela e Coronel Veiga. Mais de 12 mil pessoas foram contempladas com as obras.

Na Baixada Fluminense, o programa investe no Conjunto Cosmorama, em Mesquita. Orçada em R$ 10,2 milhões, a intervenção está sendo executada em áreas comuns dos prédios, com 30 blocos. As obras beneficiam 1.080 famílias. A intervenção do local está na fase final, de recuperação dos telhados.

Os prédios já tiveram as fachadas pintadas e a parte estrutural recuperada. Também foram impermeabilizados os reservatórios e o calçamento, e o escoamento de esgoto está com 50% das obras avançadas. No município já foram concluídas as melhorias do BNH Mesquita, onde vivem 594 famílias. 

Presidente da Associação de Moradores de Cosmorama, Thiago Barbantea aprova as intervenções.

“A revitalização do conjunto valoriza todo o bairro. O condomínio está com outra cara”, disse o morador.
Pedregulho
Fotos: Marcelo Horn e Danielle Reis
Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Governador do Rio sanciona lei que facilita acesso de consumidores aos dados de órgãos de proteção ao crédito

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 27 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Governador sanciona lei que facilita acesso de consumidores aos dados de órgãos de proteção ao crédito

A partir de agora, o consumidor poderá ter acesso às suas informações cadastrais no banco de dados dos órgãos de proteção ao crédito em atuação no estado do Rio de Janeiro. De acordo com a lei nº 1280/2012, que foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (27/03), os órgãos de proteção ao crédito deverão disponibilizar, de forma gratuita, a consulta dos dados pela internet ou nos balcões de atendimento dos referidos órgãos.

O texto determina ainda que o acesso aos dados será restrito a cada consumidor mediante cadastro prévio de informações pessoais e senha para garantir a segurança do próprio usuário. O estabelecimento que cobrar pela consulta a esses dados será multado no valor de 300 Unidades de Referência Fiscal (UFIRs) na primeira autuação. Em caso de reincidência, o valor será dobrado e a arrecadação revertida para o Fundo Especial para Programas de Proteção e Defesa do Consumidor (FEPROCON).

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Polícias Civil e Federal reforçarão ações para retomar unidades habitacionais invadidas no estado do Rio

Polícias Civil e Federal reforçarão ações para retomar unidades habitacionais invadidas no estado do Rio
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 26 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Polícias Civil e Federal reforçarão ações para retomar unidades habitacionais invadidas

Decisão foi anunciada após reunião entre o governador e o ministro da Justiça

As forças policiais estadual e federal vão intensificar suas ações para retomar apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida ocupados irregularmente. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (26/3), após reunião entre o governador Luiz Fernando Pezão e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

– Vamos checar com a Prefeitura do Rio, que tem diversos conjuntos construídos, onde há problemas e vamos enviar a Polícia Civil, através da Draco (Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais), para retirar os invasores – disse o governador.

Pezão afirmou também que vai criar um canal de comunicação para moradores denunciarem irregularidades.

– Vamos checar os contratos assinados e as pessoas que moram nesses apartamentos, porque em outras operações verificamos que alguns imóveis tinham sido vendidos. Temos que ter cautela e checar. Vamos facilitar para que os moradores informem sobre os problemas e façam denúncias – afirmou.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, garantiu que as operações conjuntas entre as polícias Civil e Federal para a retomada das unidades habitacionais serão ampliadas.

– Há uma decisão do governador e do governo federal de intensificar as ações e reforçar as equipes com a definição dos procedimentos acertados hoje. Temos uma firme disposição de enfrentar esse problema e garantir àqueles que são os legítimos proprietários desses imóveis que possam permanecer neles sem nenhum tipo de afronta por parte do crime organizado. Teremos uma ação integrada, forte, firme. Não é um problema fácil de ser resolvido, têm alguns entraves jurídicos que se colocam, mas vamos ampliar nossos esforços nessa perspectiva – explicou o ministro.

Também participaram da reunião o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alberto Pinheiro Neto, o delegado da DRACO, Alexandre Capote, o coordenador operacional da Polícia Militar, coronel Lima Freire, a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, o delegado regional de Combate ao Crime Organizado da Superintendência Regional do Rio de Janeiro, João Luiz Caetano, o vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Teotônio Costa Rezende, e Junia Santa Rosa, representando o ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

Graças à parceria entre o Governo do Rio e a União, 338 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega de 84.729 unidades habitacionais no estado.

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Novo acesso na Via Dutra no Estado do Rio é inaugurado

Novo acesso na Via Dutra no Estado do Rio é inaugurado
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 26 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Novo acesso na Via Dutra é inaugurado
Agulha construída entre a rodovia e a Linha Vermelha, em São João de Meriti, vai permitir maior fluidez do tráfego na região

O governador Luiz Fernando Pezão participou da inauguração, nesta quinta feira (26/03), do novo acesso na Rodovia Presidente Dutra, em São João de Meriti, no sentido São Paulo, que vai reduzir os engarrafamentos rotineiros na pista lateral da via e na Linha Vermelha. Solicitada pelo Governo do Estado, a obra foi realizada pela concessionária CRR Dutra, sob autorização da ANTT, e recebeu investimentos de aproximadamente R$ 3,2 milhões.

Segundo o governador Luiz Fernando Pezão, o novo acesso vai melhorar o deslocamento de motoristas da Baixada Fluminense que trafegam pela via. Pezão afirmou ainda que já conversou com a presidente Dilma Rousseff sobre a necessidade de melhorias na descida da Serra das Araras.

– Esta obra é importantíssima. Quando a Via Dutra foi concessionada, os prefeitos não foram ouvidos. Diversas obras precisam ser feitas ao longo da rodovia, como passarelas, retornos e viadutos. Temos batalhado, conversado com a ANTT. Queremos tirar do papel, por exemplo, a descida da Serra das Araras. Quase todo dia tem acidente. Ela não foi preparada para os caminhões e carretas que circulam por lá hoje. A presidente Dilma garantiu que chegará, até o fim de abril, a um bom termo com a concessionária para fazer esta obra – disse o governador.

O novo acesso da Via Dutra tem 400 metros. Foram realizados serviços de drenagem, reconstrução de pavimento e implantação de muretas de concreto separando a pista central da lateral.

- Esta altura da rodovia sempre foi um ponto crítico de congestionamento. O tráfego ficava represado, refletindo em outras vias. O grande ganho é que o fluxo fica dividido, diminuindo consideravelmente o congestionamento e facilitando o tráfego de quem vai para Baixada Fluminense pela Linha Vermelha– explicou o secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osório.
Fotos: Shana Reis
Fotos:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Análise da água das fontes de Teresópolis 27/03/2015

Teresópolis RJ
Saúde divulga resultado da análise da água das principais fontes da cidade

Teresópolis, 27 de março de 2015 – Dando continuidade à vigilância periódica da qualidade da água das fontes da cidade, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou o resultado do exame microbiológico, feito na última segunda-feira, dia 23, em 13 pontos. De acordo com as amostras coletadas e analisadas pelo Laboratório Bacteriológico de Análise de Água para Consumo Humano, da Secretaria Municipal de Saúde, as fontes João Raposo (Tijuca) e Taumaturgo encontram-se impróprias para consumo.

Como a água pode sofrer variações de potabilidade, devido a alterações climáticas e do ambiente do entorno onde as fontes se localizam, os usuários são orientados a sempre ferver ou filtrar e clorar a água antes de ser consumida. Sendo assim, após filtração, devem ser adicionadas duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5% (água sanitária) para cada litro de água. Depois, espera-se 30 minutos antes de utilizar. O procedimento atende a Portaria 2.914/2011, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. 

O monitoramento microbiológico da água das fontes da cidade é feito por equipe do Programa Vigiágua, setor ligado à Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde. Atendendo determinação do Ministério da Saúde, o acompanhamento é periódico, a fim de garantir que a água consumida pela população atenda ao padrão e normas estabelecidas na legislação vigente.

Resultado da análise
• Fonte Amélia (Alto) – Própria para consumo
• Fonte Alexandre Fleming (Vale do Paraíso) - Própria para consumo
• Fonte Brahma (Várzea) - Própria para consumo
• Fonte Fonte Santa – Própria para consumo
• Fonte Judite (Alto) – Própria para consumo
• Fonte Perpétuo (Rua Zenóbio da Costa, nº 148) – Própria para consumo
• Fonte Praça Taumaturgo (Taumaturgo) – Própria para consumo
• Fonte Santa Ângela (Vale do Paraíso) – Própria para consumo
• Fonte São Sebastião (Pimenteiras) - Própria para consumo
• Fonte da Saúde (Tijuca) – Própria para consumo
• Fonte Sete Tanques (Rosário) – Própria para consumo
• Fonte João Raposo (Tijuca) – Imprópria para consumo
• Fonte Taumaturgo (Taumaturgo) – Imprópria para consumo

*Tendo em vista os resultados, foi orientada a adoção das seguintes medidas: 1) Interdição das fontes impróprias e investigação de possíveis danos na tubulação ou outras formas de contaminação da água; 2) Orientação aos usuários para que filtrem e clorem a água antes de beber, mesmo a das fontes que estão próprias para consumo; 3) Providenciar o reforço e a ampliação do serviço de monitoramento das fontes públicas, conforme solicitado pela Câmara Técnica de Saneamento do Comdema – Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente; 4) Informar a população sobre a potabilidade de cada fonte através da manutenção de placas indicativas.

Novos membros do Conselho Municipal de Educação de Teresópolis tomam posse

 Novos membros do Conselho Municipal de Educação de Teresópolis RJ
Novos membros do Conselho Municipal de Educação tomam posse

Teresópolis, 26 de março de 2015 - O novo Conselho Municipal de Educação foi empossado nesta quarta-feira, dia 25, em cerimônia realizada no auditório da própria Secretaria de Educação. Criado em novembro de 1968, ainda no governo do prefeito Waldir Barbosa Moreira, o Conselho Municipal de Teresópolis é pioneiro no Brasil, uma vez que só foi implantado em outras cidades no final da década de 1990.

“O conselho é um órgão normatizador, fiscalizador, deliberativo e de assessoramento, e cumpre o papel de dar suporte às ações da Prefeitura, de toda rede municipal e particular para que se possa caminhar em direção ao objetivo maior, que é a qualidade do ensino de Teresópolis”, explica Fátima Pereira Machado, nova presidente do Conselho, e que foi professora da rede municipal por 33 anos.

A primeira presidente do Conselho Municipal de Educação, empossada em 1969, professora Alice Rodrigues Nunes, foi homenageada durante a cerimônia, sendo representada pela professora Fauzea Laud, que recebeu flores das mãos do secretário de Educação, professor Leonardo Vasconcellos.
Representando a primeira presidente do Conselho Municipal de Educação, professora Alice Rodrigues Nunes, Fauzea Laud foi homenageada durante a cerimônia
“O Conselho Municipal de Educação é extremamente respeitado, atuante e participativo. Apesar de ser um órgão autônomo, ele tem união muito grande com a Secretaria, o que beneficia diretamente todos os setores da Educação de Teresópolis”, complementa o secretário de Educação, Leonardo Vasconcellos.

Foram empossados os seguintes conselheiros:

Representantes do Poder Executivo
Monaliza Hiath Cortázio
Ana Paula Alves Pimentel da Silveira Rodrigues
Carla Rabello Ferreira
Soraya Aparecida Ferreira Blois
Carmem Lucia Mouteira Rodrigues Guarilha
Elizabeth da Conceição Penha
Jane Lara da Motta de Jesus
Nelma de Moraes Gomes

Os profissionais da Educação:
Antônio Cordeiro Lopes
Marcelo Guerra Barreto
Guilherme Decarlo Ferreira
Marcia Hilana Camões Maia
Denise Ritter da Rocha
Leandra Brandão Gimenes
Maria de Fátima Pereira Machado
Katia Borges Rego

Representando o SINEP
Ana Paula Fernandes Mendes
Antônio Claudio Cavalcanti da Silva

Representando os pais de alunos:
Rosa Maria Canto Macário
Adriano Alves do Prado

Representantes do Conselho Tutelar
Rodrigo Pinto Ribeiro
Vanda Regina de Oliveira

Representantes dos Estudantes
Gabriel Borges Lobo
Wilson Andrade da Silva
 Professora da rede municipal por 33 anos, Fátima Pereira Machado é a nova presidente do ConselhoLeonardo Vasconcellos, secretário de Educação, enfatiza que o Conselho M. de Educação é extremamente respeitado, atuante e participativo
Fátima Pereira Machado, nova presidente do Conselho, e Denise Ritter da Rocha, uma dos representantes dos profissionais de Educação
Fotos: Roberto Ferreira
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

quinta-feira, 26 de março de 2015

Ronda Escolar garante mais segurança aos alunos da rede pública de Teresópolis RJ

Ronda Escolar garante mais segurança aos alunos da rede pública de Teresópolis RJ
Ronda Escolar garante mais segurança aos alunos da rede pública
Projeto acontece na cidade e no interior durante três turnos

Teresópolis, 26 de março de 2015 - Para garantir a segurança dos alunos nas escolas públicas, a Prefeitura de Teresópolis, através da Secretaria de Segurança Pública, realiza o projeto Ronda Escolar em todo o município. Há sete anos, os mais de 20 mil alunos da rede municipal de ensino contam com o apoio do projeto, executado por equipe da Guarda Civil em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Juizado da Infância e Juventude e o Conselho Tutelar.

A iniciativa foi implantada em 2008 pelo atual secretário de Segurança, Marcos Antonio da Luz, que na época era coordenador da Guarda Municipal. “O projeto foi criado com objetivo de inibir a presença de pessoas estranhas ao ambiente escolar, melhorando assim a segurança dos alunos, professores e funcionários das escolas”, contou Da Luz.

Percorrendo as unidades escolares nos turnos da manhã, tarde e noite, nos horários de início, intervalo e término das aulas, a Ronda Escolar desempenha ações específicas na área de segurança e educação, com palestras abordando temas variados, além de atividades com os animais da Companhia de Operações com Cães da Guarda Municipal. A estrutura das rondas é formada por cinco veículos e nove agentes da corporação.

Coordenador de projetos da Guarda Municipal, Michel Santana Garcia é o responsável pelo projeto, atuando na supervisão e orientação dos guardas. “Nossa função é fazer o patrulhamento preventivo nas imediações das escolas. Desempenhamos um trabalho de orientação e auxílio aos alunos junto às faixas de segurança em frente às unidades de ensino. Também realizamos palestras, quando solicitadas”, explicou Santana.
Agentes da Guarda Civil Municipal orientam os alunos junto às faixas de segurança Alunos da rede pública contam com o apoio do projeto Ronda Escolar, executado pela Guarda Civil Municipal
Diretora da Escola Municipal Aclimea de Oliveira Nascimento, no bairro de São Pedro, Carla de Cunto Carvalho falou sobre a importância do trabalho para os alunos. “A presença do guarda municipal dá um sentido de proteção e respeito para as crianças. O trabalho realizado pela Ronda Escolar não é voltado somente para as questões do trânsito, também aborda temas importantes, como drogas e bullying. Além disso, aproxima a corporação da comunidade, que fica sabendo das ações desenvolvidas pela Guarda.”, destacou Carla.

Pai do aluno Caio Cesar, do 4º ano, Mosar de Oliveira aprovou o programa. “A Ronda Escolar tem trazido mais tranquilidade para nós, pais e responsáveis, porque orienta os alunos e afasta aqueles que têm alguma intenção ruim. Só aqui nessa área existem pelo menos cinco escolas públicas. Antes era comum ver brigas e desentendimentos entre crianças e adolescentes, mas agora, com a Ronda, eles se comportam bem melhor”, observou Mosar.

A Ronda Escolar é feita de segunda a sexta-feira, nas escolas públicas do município durante todo o ano letivo. Mais informações podem ser obtidas junto à Guarda Civil Municipal pelo telefone (21) 3642-8299. 
Ronda Escolar garante mais segurança aos alunos da rede pública de Teresópolis RJ

Texto: Gisele Barreto
Fotos: Marcelo Rosa e Jeferson Hermida
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Oficina de Páscoa reúne moradores de áreas com UPPs do Rio

Oficina de Páscoa reúne moradores de áreas com UPPs do Rio
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 26 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Oficina de Páscoa reúne moradores de áreas com UPPs
Intervenções vão duplicar a capacidade de passageiros do espaço, que integra o circuito olímpico

Uma oficina de produção de ovos de Páscoa vai proporcionar renda para adultos e alegria para crianças moradoras de comunidades pacificadas. O trabalho beneficia 180 moradores de áreas atendidas por UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) e produzirá mais de 5 mil ovos que serão doados nessas localidades nos dias 1 e 2 de abril.

Realizada por uma empresa e o Sebrae/RJ, em parceria com UPP e Governo do Estado, as oficinas contam com três turmas por dia – manhã, tarde e noite. As atividades ocorrem no centro de capacitação da empresa, localizado na sede da ONG Entre Amigas, no prédio do MetrôRio, no centro do Rio.

Renda extra para a família

Os alunos aprendem todas as etapas da confecção de um ovo de Páscoa. A ideia é fazê-lo por conta própria em casa e gerar renda extra para a família. O chef de cozinha Marcio Barboza também ensina técnicas de higienização e manipulação do alimento.

Na segunda-feira (23/3), as oficinas foram com moradores do Complexo do Alemão e da Barreira do Vasco e Tuiuti. Já na terça-feira (24/3), foi a vez da turma da Cidade de Deus.

A depiladora Luciana dos Santos da Silva, de 40 anos, aprovou o curso.

“Minha filha mais nova tem 7 anos. Nesta Páscoa, ela vai ganhar o ovo que farei”, disse Luciana.

Crédito: Agnaldo Santana
Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Casa do Trabalhador de Manguinhos RJ inicia curso para empreendedores

Casa do Trabalhador de Manguinhos RJ inicia curso para empreendedores
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 26 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Casa do Trabalhador de Manguinhos inicia curso para empreendedores
Espaço oferece 40 vagas voltadas para a profissionalização de mulheres

A Casa do Trabalhador, em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), inicia o Curso de Formação para o Empreendedor Jovem na primeira semana de abril. O projeto oferece 40 vagas para a profissionalização de mulheres de 16 a 25 anos.

As inscrições já estão abertas na Casa do Trabalhador, que fica na Avenida Dom Helder Câmara, 1.184, em Manguinhos, na Zona Norte. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (21) 2334-8950.

Segundo a coordenadora da Casa do Trabalhador, Silmara Bernardo, a intenção é oferecer um formato mais profissional ao empreendedor jovem, que ainda não tem muita experiência no mercado. O curso terá duração de nove meses, com 340 horas/aula, e dez módulos. 

"Apesar de o público-alvo ser de mulheres jovens, não há restrição para a participação de homens", explicou a coordenadora.

A Casa do Trabalhador, por meio da Secretaria de Trabalho e Renda, oferece cerca de 50 cursos em diversas áreas (Estética, Beleza, Administração e Gastronomia Sustentável, entre outros). Entre 2013 e 2014, mais de 17 mil pessoas receberam algum tipo de formação em Manguinhos.

Exemplo na comunidade

A aluna Simone dos Anjos, que frequenta e colabora com o projeto desde a inauguração, é um exemplo de empreendedorismo em sua comunidade. 

" Graças ao curso de Informática para Microempreendedor que fiz aqui na Casa do Trabalhador, hoje tenho sucesso no meu trabalho com a distribuição de quentinhas. Já atendo a cerca de 200 clientes e tenho intenções de ampliar o negócio no futuro", afirmou Simone. 

Crédito: Natasha Montier
Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Política de pacificação ajuda na redução de homicídios no estado do Rio

Política de pacificação ajuda na redução de homicídios no estado do Rio
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 26 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Política de pacificação ajuda na redução de homicídios
Estado registrou menor número do crime nos últimos 24 anos para fevereiro

Os índices de criminalidade do mês de fevereiro, divulgados na semana passada pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), revelaram números que comprovam a efetividade da política de pacificação implementada pelo Governo do Estado desde 2008.

Os dados mostram uma redução de 32,8% de homicídios dolosos no Rio em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 324 casos, menor número registrado nos últimos 24 anos para o mês de fevereiro. Na capital, a diminuição foi de 24,8% no mesmo período, com 100 registros. Em fevereiro de 2014, foram 133.

Exemplos bem-sucedidos de redução da violência não faltam em comunidades com Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Nova Brasília, Fé/Sereno, Manguinhos, Caju e Cerro-Corá, áreas que receberam UPPs entre 2012 e 2013, não registraram homicídios desde a implantação de unidades até o primeiro semestre do ano passado.

Diminuição dos índices

“Os dados mostram que a UPP vem contribuindo muito para a redução desses índices. Desde que foi implementada, há seis anos, observamos uma redução abrupta dos números de homicídios do Rio, onde as unidades entraram de forma mais massiva. O diferencial desse resultado é que não só os números da capital contribuíram para a queda, mas também os índices das cidades do interior do estado. Ao contrário de outras metrópoles, onde os índices de violência têm se interiorizado, aqui no Rio, pelo menos em fevereiro, quem mais impactou para a diminuição deste tipo de criminalidade foi o interior e a Baixada, áreas que tinham um histórico de elevada taxa de homicídios dolosos”, disse o chefe do Estado-Maior da Polícia Militar, coronel Robson Rodrigues.

ISP registra queda da violência na Baixada Fluminense em fevereiro 

O estudo do ISP mostrou que os casos de homicídios na Baixada Fluminense sofreram redução de 26% em fevereiro em relação ao ano anterior, com 122 casos. A criação da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, em janeiro de 2014, vem possibilitando uma maior integração entre as polícias Militar e Civil, contribuindo para a diminuição de crimes.

“Além da política de pacificação, atribuo os bons resultados ao aumento do efetivo de policiais, melhorias no planejamento das ações, o Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados implementado pelas polícias Civil e Militar, que prioriza a redução deste indicador, os investimentos da Polícia Civil na criação das Delegacias de Homicídios de Niterói e da Baixada e a utilização de ferramentas de estatística e análise criminal pelos nossos policiais”, explicou o coronel.

De acordo com o coronel, o próximo passo é criar estratégias para a redução dos índices de criminalidade em cidades da Região dos Lagos.

Além dos casos de homicídio doloso, outros indicadores também apresentaram queda expressiva no mês de fevereiro no Estado do Rio de Janeiro. O índice de letalidade violenta – junção de homicídios dolosos, autos de resistência, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios – diminuiu 23,8%. Em fevereiro, foram 426 casos contra 559 no mesmo mês do ano anterior.

Os indicadores de produtividade do trabalho policial no período também tiveram alta. Apreensões de drogas cresceram 9,8%; cumprimento de Mandado de Prisão 13,5%; e prisões 8,0%.

Foto 1: Salvador Scofano 
Foto 2: Bruno Itan
Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Ações agrícolas serão integradas entre estados do Sudeste

Ações agrícolas serão integradas entre estados do Sudeste. Intenção é elaborar um conjunto de medidas para prevenir os problemas decorrentes de eventos como secas e enchentes
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 25 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Ações agrícolas serão integradas entre estados do Sudeste
Intenção é elaborar um conjunto de medidas para prevenir os problemas decorrentes de eventos como secas e enchentes

O Governo do Estado do Rio de Janeiro iniciou nesta quarta-feira (25/3) uma série de reuniões com o Banco Mundial e os estados de São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais para integrar programas de microbacias e de mitigação de problemas decorrentes de eventos climáticos extremos, como secas e enchentes, na Região Sudeste. A intenção é elaborar um conjunto de medidas preventivas articuladas e um plano de ação integrado para responder a esses eventos.

Relatório da ONU (Organização das Nações Unidas), divulgado na semana passada, cita o programa Rio Rural, da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária, como referência mundial na gestão dos recursos hídricos, com destaque para as medidas de proteção de nascentes. O programa reúne uma série de ações preventivas no âmbito agrícola para uso sustentável dos recursos naturais como forma de enfrentar os efeitos das mudanças climáticas. A iniciativa prevê financiamento de US$ 140 milhões pelo Banco Mundial, entre 2008 e 2018, com igual contrapartida do Governo do Estado de investimentos em pessoal ou no custeio dos projetos.

– O Rio de Janeiro é o único estado que faz fronteira com os outros três, por isso, partiu de nós a iniciativa para integrarmos as ações de proteção das microbacias hidrográficas e de desenvolvimento da área agrícola do Sudeste. O Banco Mundial tem estudos, experiência e recursos necessários para liderar essa integração de forma que os técnicos agrícolas saibam como transmitir informações ao produtor para que ele possa se proteger em caso de desastre ambiental ou proteger sua produção – afirmou o secretário de Agricultura e Pecuária, Christino Áureo.

Durante a reunião, a especialista em Desenvolvimento Rural do Banco Mundial, Fátima Amazonas, apresentou o programa de Monitoramento das Secas que integra nove estados do Nordeste. A partir da análise de dados de satélite, foi elaborado um plano de ação para responder aos problemas causados pela seca na região. O Banco também financia programas de proteção de microbacias hidrográficas em São Paulo, Santa Catarina e Paraná, além do Rio de Janeiro, por meio do Rio Rural.

– Vamos buscar a integração entre os estados do Sudeste e o governo federal para que possamos discutir estratégias e preparar respostas para os eventos extremos que têm ocorrido na região – disse Fátima. 

Foto: Clarice Castro
Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Estado do Rio e Governo Britânico realizam encontro sobre os Jogos Olímpicos de 2016

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 25 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Estado e Governo Britânico realizam encontro sobre os Jogos Olímpicos
Evento conta com a participação de especialistas britânicos e brasileiros

O Governo do Estado, por meio da Subsecretaria de Projetos Especiais da Casa Civil, e em parceria com o Governo Britânico, a Prefeitura do Rio, o Governo Federal, a Autoridade Pública Olímpica e o Comitê Rio 2016, realiza, nesta quarta-feira (25/3), a terceira edição anual do Diálogo Olímpico e Paralímpico, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras. Com o objetivo de aprofundar a cooperação entre as cidades olímpicas de Londres e do Rio de Janeiro, o evento reúne especialistas do Reino Unido que trabalharam nos Jogos de 2012 e representantes das instâncias brasileiras diretamente ligadas às Olimpíadas de 2016. 

Na pauta das reuniões estão temas como mobilidade urbana, assistência médica, transporte, segurança, gestão de resíduos, engajamento das comunidades e a experiência paralímpica. A abertura do encontro contou com a presença do subsecretário da Casa Civil e coordenador estadual de projetos dos Jogos Rio 2016, Rodrigo Vieira. 

- A menos de 500 dias para os jogos, realizamos mais um encontro de cooperação, de estreitamento de nossas relações com o governo britânico, que executou os Jogos Olímpicos em 2012. Esta é a terceira etapa de uma troca de experiências. Os jogos londrinos são um exemplo a ser seguido, tanto em relação ao engajamento da comunidade, como na área de mobilidade urbana, de integração de transportes, de soluções no que se refere aos estádios, segurança pública e atendimento médico. 

Estamos aprendendo muito com Londres e implantando aqui. As Olimpíadas já estão deixando um grande legado para o Rio de Janeiro e vão deixar, com certeza, uma marca na história dos jogos – disse Rodrigo Vieira.

Presente no evento, o cônsul geral britânico no Rio de Janeiro, Jonathan Dunn, ressaltou a importância de se compartilhar experiências com os governos estadual e federal para a execução da competição olímpica na cidade-sede carioca.

- Os Jogos Olímpicos são uma oportunidade única de construirmos uma importante cooperação entre os dois países. Este encontro, chamado de Diálogo Olímpico e Paralímpico, faz parte de um longo trabalho desenvolvido de estreitamento de laços e de troca de experiências. Estamos muito felizes em poder mostrar nossa experiência aos brasileiros, cariocas e fluminenses. O esporte constitui um elo de aproximação entre o Reino Unido e o Brasil, já que é uma paixão compartilhada – afirmou o cônsul geral britânico no Rio. 

Na próxima sexta-feira (27/3), o tema segurança pública será discutido por especialistas na palestra "Controle de Multidões".

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Secretaria de Habitação do Estado do Rio inicia reforma de 16 conjuntos habitacionais no segundo semestre

25.03.15
Habitação inicia reforma de 16 conjuntos habitacionais no segundo semestre - “De Cara Nova” recupera oito condomínios populares em cidades do interior e metropolitana

O desafio de reduzir o déficit habitacional do estado tem como aliado o programa “De Cara Nova” que já reformou 124 conjuntos habitacionais na capital e interior. O programa recupera áreas comuns de condomínios populares, conserva as unidades e evita que moradores deixem suas casas, além de gerar a valorização dos imóveis da área de entorno e atrair investimentos particulares. A Secretaria estadual de Habitação está abrindo processo licitatório para a reforma de mais 16 conjuntos ainda em 2015. O investimento é de R$ 31,4 milhões na recuperação de 238 blocos que abrigam 5.907 famílias.

“É um dos programas que mais vem dando certo na área habitacional. Os moradores são parceiros fiscalizando as intervenções, o que otimiza tempo. Também retornamos nos conjuntos reformados e a conservação feita pelos moradores é primorosa na maioria deles”, atesta o secretário estadual de Habitação, Bernardo Rossi.

Na Região Serrana, em Petrópolis, Nova Friburgo, Bom Jardim e Três Rios foram reformados 11 conjuntos, beneficiando 1. 672 famílias. O programa também chegou à Resende, Campos e Paulo de Frontin onde foram reformados condomínios que concentram 1.928 famílias.

Entre os 16 condomínios populares em fase de licitação para iniciar obras no segundo semestre, oito deles ficam no interior e região metropolitana. Petrópolis terá dois conjuntos reformados – São Sebastião e Sargento Boening - investimento de R$ 6,1 milhões. As intervenções do programa De Cara Nova na Cidade Imperial beneficiam 1.093 famílias e abrangem as áreas comuns dos condomínios. As melhorias do Estado em condomínios populares na cidade serrana já somam seis reformas que totalizam R$ 14 milhões.

O São Sebastião, o segundo mais antigo da cidade, recebe a sua primeira reforma desde sua inauguração, em 1982. O conjunto é composto por 16 blocos onde residem 493 famílias e a obra soma R$ 2,4 milhões. Já o Sargento Boening é o mais populoso de Petrópolis, com 600 famílias distribuídas em 34 blocos. Esta obra representa investimento de R$ 3, 6 milhões.

Já foram reformados e entregues na cidade os conjuntos Quitandinha, Dr.Thouzet, Mosela e Coronel Veiga. Mais de 12 mil pessoas foram contempladas com as obras. Uma das mais emblemáticas recuperações concluídas é o condomínio Dr. Thouzet, em Petrópolis. Três dos seus 13 blocos estavam condenados pela Defesa Civil e chegaram a ser desocupados sob o risco de desabamento. Em todo o condomínio residem 548 famílias que chegaram a temer desvalorização e interdição de todo o conjunto.

“Os blocos foram recuperados, são seguros e hoje um imóvel no condomínio que chegava a valer menos que R$ 15 mil é avaliado em R$ 70 mil, R$ 80 mil. Evitamos que os moradores de lá deixassem seus apartamentos e fossem buscar moradia em áreas de risco. Toda a área de entorno foi valorizada também”, afirma o secretário de Habitação.

Estão em processo de licitação para iniciar reforma no segundo semestre seis conjuntos em Niterói, Três Rios, São João de Meriti, Duque de Caxias, Mangaratiba e Belford Roxo. Nestas cidades, serão reformados 62 blocos beneficiando 1.438 famílias.


Fonte:Secretaria de Habitação do Estado Rio de Janeiro

Conheça novas regras para o Seguro Desemprego. Secretaria de Trabalho divulga cartilha com informações básicas sobre o novo formato do benefício

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 25 de março de 2015
Núcleo de Imprensa
Conheça novas regras para o Seguro Desemprego

Secretaria de Trabalho divulga cartilha com informações básicas sobre o novo formato do benefício

A Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) decidiu publicar uma cartilha para esclarecer as dúvidas dos trabalhadores sobre as novas regras de entrada no Seguro Desemprego (SD). As mudanças referentes ao pagamento do benefício são válidas para quem foi demitido a partir do dia 28 de fevereiro de 2015. 

De acordo com o Ministério do Trabalho, na primeira solicitação, o trabalhador poderá receber quatro parcelas, se tiver trabalhado entre 18 e 23 meses nos 36 meses anteriores. Poderá receber cinco parcelas, se tiver trabalhado a partir de 24 meses nos 36 meses anteriores. Já na segunda solicitação, ele poderá receber quatro parcelas, se tiver trabalhado entre 12 e 24 meses nos 36 meses anteriores. 

A partir da terceira solicitação do SD, vale a regra anterior, que prevê o recebimento de três parcelas para quem trabalhou entre seis e 11 meses nos 36 meses anteriores. Para receber quatro parcelas do seguro-desemprego, ele terá de ter trabalhado entre 12 e 23 meses nos 36 meses anteriores e para receber cinco parcelas terá de ter trabalhado por, pelo menos, 24 meses nos 36 meses anteriores.

Para aqueles que foram demitidos antes do dia 28 de fevereiro, continua valendo a regra antiga, com o prazo de 120 dias a partir da demissão.

Novas regras

Conforme Medida Provisória nº 665 de 30/12/2014, segue abaixo alteração na Lei do Seguro Desemprego.

Entrada ao seguro desemprego para quem foi demitido a partir de 28/02/2015:

Para 1ª solicitação:
- ter sido demitido sem justa causa;
- ter recebido 18 salários, consecutivos ou não, nos últimos 24 meses imediatamente anteriores à dispensa,
- ter trabalhado 18 meses, consecutivos ou não, nos últimos 36 meses.
- não possuir renda própria e
- não estar recebendo benefício da Previdência Social (exceto auxílio acidente e pensão por morte).

Para 2ª solicitação:
- ter sido demitido sem justa causa;
- ter recebido 12 salários, consecutivos ou não, nos últimos 16 meses imediatamente anteriores à dispensa,
- ter trabalhado 12 meses, consecutivos ou não, nos últimos 36 meses imediatamente anteriores à dispensa.
- não possuir renda própria e
- não estar recebendo benefício da Previdência Social (exceto auxílio acidente e pensão por morte).

Para 3ª Solicitação:
- ter sido demitido sem justa causa;
- ter recebido seis salários consecutivos;
- ter trabalhado pelo menos seis meses nos últimos 36 (trinta e seis) meses que antecedem a data da demissão;
- não possuir renda própria e
- não estar recebendo benefício da Previdência Social (exceto auxílio acidente e pensão por morte).

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Biblioteca Municipal de Teresópolis quer atrair novos leitores

Alunos da Rede Municipal de Ensino visitam o Cantinho da Leitura Infantil, na Biblioteca Municipal
Sob nova direção, Biblioteca Municipal quer atrair novos leitores

Teresópolis, 25 de março de 2015 - A Biblioteca Municipal Antonio Paulo Capanema de Souza, localizada no prédio da Secretaria Municipal de Educação, em Agriões, vive um novo momento. Fundada em 1940, com um acervo de cerca de 30 mil títulos, reúne obras de literatura brasileira, estrangeira e infanto-juvenil, além de dicionários, enciclopédias e publicações sobre a história de Teresópolis. A Biblioteca está agora sob a direção administrativa de Beatriz Fonseca Ribeiro, que tem como principal objetivo atrair novos leitores.

“A nossa Biblioteca Municipal é riquíssima! Temos todas as condições de atender os mais exigentes leitores, além de alunos da rede pública e privada para pesquisas diversas, inclusive com espaço exclusivo para isso. Também pretendemos desenvolver diversos projetos como cafés literários e contação de histórias, entre outros”, revela a nova administradora.

Segundo ela, o projeto de contação de histórias deverá abranger do pré-escolar até o ensino médio, com a programação sendo previamente divulgada e as visitas, pré-agendadas. Outra novidade na Biblioteca Municipal é a decoração temática, feita através de murais e que vai acompanhar, mensalmente, os temas abordados pela instituição, como “Mês da Mulher”, “Páscoa” e “Dia do Livro”.

Para o professor Leonardo de Oliveira, da Escola Municipal Antônio Santiago, em Agriões, visitar a biblioteca com seus alunos é uma experiência enriquecedora. “A contação de histórias é muito importante para os alunos porque desenvolve a parte de oralidade, ajuda na ampliação do vocabulário e desperta o gosto pela leitura. Além disso, a oportunidade de trazê-los a um ambiente fora do espaço escolar, como a Biblioteca, permite enriquecer ainda mais essa experiência”, analisa o professor.
A nova administradora, Beatriz Fonseca, distribui picolés para os jovens visitantes da Biblioteca
 Os alunos do professor Leonardo de Oliveira participam de contação de históriasO estudante Felipe Lopes usa a Biblioteca para estudos e pesquisas
 A Biblioteca é uma espaço privilegiado para o estudo e o prazer da leitura
Leitura, pesquisa e estudo

Além de leitura, a Biblioteca Municipal se notabiliza como um espaço propício para a pesquisa e os estudos. É o que faz, por exemplo, Felipe Lopes. Com quatro irmãos em casa, ele prefere utilizar o espaço da Biblioteca para estudar e realizar suas pesquisas.

“Minha casa é pequena, não tenho muito espaço para estudar. A Biblioteca é um lugar tranquilo, com muito material para pesquisa, e as professoras daqui me orientam e ajudam bastante. Venho pelo menos uma vez por semana para cá”, conta o estudante.

Outra novidade da Biblioteca Municipal é um terminal de computador através do qual é contada, de forma interativa, a história de Teresópolis, com curiosidades e muita informação. Ainda em fase de implementação, o terminal “Memória Digital – A História de Teresópolis em um clique” é uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e a Casa da Memória Arthur Dalmasso. A previsão é de que comece a operar no mês de maio.

A Biblioteca Municipal Antonio Paulo Capanema de Souza, está instalada no primeiro andar do prédio da Secretaria Municipal de Educação, na Rua Carmela Dutra, 475, em Agriões. Os serviços da unidade são gratuitos e para associar-se é necessário apenas uma cópia da carteira de identidade ou da certidão de nascimento, comprovante de residência e duas fotos 3x4. Para mais informações, o telefone é 3641-4930.
O terminal “Memória Digital – A História de Teresópolis em um clique” começa a funcionar em maio
Texto e fotos: Marcelo Ferreira
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis

Operação Lei Seca fiscaliza 492 veículos em cidades do interior do estado do Rio no fim de semana

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 25 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Operação Lei Seca fiscaliza 492 veículos em cidades do interior no fim de semana - Pela primeira vez, ações aconteceram no município de São José de Ubá

A Operação Lei Seca (OLS), da Secretaria de Estado de Governo, abordou, no último fim de semana, 492 veículos em quatro cidades do interior do estado. Além de Resende, Rio Bonito e Barra Mansa, o município de São José de Ubá, na Região Noroeste Fluminense, recebeu, pela primeira vez, ações da OLS.

A fiscalização no interior, que aconteceu na sexta-feira (20/3), no sábado (21/3) e no domingo (23/3), realizou 391 testes do etilômetro, com 55 casos de alcoolemia e 42 CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) recolhidas. As ações resultaram em 131 veículos multados e 20 rebocados.

A Operação Lei Seca é uma campanha educativa e de fiscalização, de caráter permanente, lançada em março de 2009, pela Secretaria de Estado de Governo do Rio de Janeiro. De janeiro até a madrugada desta quarta-feira (25/3), no estado do Rio de Janeiro, 1.820.903 motoristas foram abordados, 357.401 foram multados, 76.613 veículos foram rebocados e 128.542 motoristas tiveram a CNH recolhida. Um total de 136.966 condutores sofreu sanções administrativas, sendo que 4.717 deles também sofreram sanções criminais. Os agentes realizaram 1.592.486 testes com o etilômetro.

Operação Lei Seca no interior

Resende (20/3)– 150 veículos abordados, 45 multados, 20 CNHs recolhidas e 102 testes com etilômetro realizados, 24 casos de alcoolemia.

Rio Bonito (21/3) – 115 veículos abordados, 30 multados, 7 rebocados, 6 CNHs recolhidas e 103 testes com o etilômetro realizados, 10 casos de alcoolemia.

São José de Ubá (20 e 21/3) – 112 veículos abordados, 40 multados, 10 veículos rebocados, oito CNHs recolhidas e 85 testes com o etilômetro realizados, 14 casos de alcoolemia.

Barra Mansa (22/3) – 115 veículos abordados, 16 multados, 3 veículos rebocados, 8 CNH recolhidas e 101 testes com etilômetro realizados, 7 casos de alcoolemia.

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

terça-feira, 24 de março de 2015

Governo do Estado do Rio anuncia R$ 500 milhões em investimentos para Baía de Guanabara

O governador Luiz Fernando Pezão anunciou, nesta terça-feira (24.03), investimentos de R$ 500 milhões para tratar os dejetos lançados na Baía de Guanabara.
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 24 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

Governo do Estado anuncia R$ 500 milhões em investimentos para Baía de Guanabara -  Recursos federais serão destinados a ETE Alegria, Complexo da Maré, Manguinhos e Alemão

O governador Luiz Fernando Pezão anunciou, nesta terça-feira (24.03), investimentos de R$ 500 milhões para tratar os dejetos lançados na Baía de Guanabara. Com isso, será possível avançar no cumprimento da meta olímpica de tratar 80%. Os recursos federais serão destinados para a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto Alegria, o saneamento do Complexo da Maré e execução do tronco coletor Faria Timbó, que também vai beneficiar Manguinhos e Alemão.

- O Ministério das Cidades e do Planejamento liberaram esses recursos. A gente quer seguir fazendo o dever de casa para alcançar os 80%. Só os Jogos Olímpicos nos permitiram avançar dessa maneira – afirmou Pezão.

O anúncio foi feito durante a celebração dos 500 dias para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e comemoração dos 100 anos do Comitê Olímpico do Brasil (COB). O Governo do Estado pretende lançar uma parceria público-privada para o tratamento de esgoto na Baixada Fluminense e em São Gonçalo, após a manifestação de interesse das empresas. Ainda de acordo com o governador Luiz Fernando Pezão, o Rio de Janeiro dispõe de R$ 1,2 bi do BID, dos quais R$ 900 milhões ainda serão licitados para projetos para tratar o esgoto lançado na Baía de Guanabara.

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

BID elogia projetos voltados para o turismo sustentável no Rio

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro, 24 de março de 2015
Núcleo de Imprensa

BID elogia projetos voltados para o turismo sustentável no Rio
Secretário Estadual de Turismo se reúne com Annette Killmer para apresentar andamento de projetos financiados pelo Banco Interamericano

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) elogiou a qualidade e a eficiência de projetos de incentivo ao Turismo em execução no Estado do Rio de Janeiro. Mantidas com recursos do Banco, através do Programa de Desenvolvimento do Turismo – Prodetur, e implantadas pelo Governo do Estado, as ações entorno do Turismo Sustentável podem ser classificadas como exemplos para o Brasil, segundo a chefe de representação do BID no Brasil, Annette Killmer.

- O Rio está colocando em prática projetos bastante interessantes e oportunos. Vejo o Estado do Rio de Janeiro como uma vitrine de boas ações de incentivo ao turismo sustentável, como por exemplo as estradas Paraty/Cunha e Capelinha/Mauá, além da gestão turística dos parques estaduais – afirma Annette, que passou o dia em reuniões com o secretário estadual de Turismo, Nilo Sergio Felix.

Para o secretário Nilo Sergio, as ações de marketing para a promoção turística do Estado com vistas às Olimpíadas - que também fazem parte dos projetos contemplados pelo Prodetur - são os próximos itens a serem contemplados.

- A atenção do BID para com o Rio de Janeiro é vital para a implementação de projetos de suma importância para a profissionalização do setor e de seus equipamentos. Todas as ações são acompanhadas por representantes do Banco, que tem aprovado e recomendado os projetos executados pelo Estado. O Estado e o BID entendem que seja necessário, neste momento, investir em material de promoção e marketing para atrair mais turistas brasileiros e estrangeiros para a capital, e principalmente para as cidades do interior – explica Nilo Sergio Felix.

Durante a visita à Secretaria de Turismo, Annette acompanhou o andamento de diversos outros projetos ligados à ampliação do potencial turístico do Estado do Rio. Dentre os programas em desenvolvimento pela Setur-RJ, se destacam Planejamento e Implantação de Roteiros Temáticos para estímulo a pequenos negócios; Proposição de Modelo de Centros de Atendimento aos Turistas; Fortalecimento na Gestão Empresarial da Economia do Turismo (Capacitação profissional e empresarial); Atualização do Plano Diretor Estadual de Turismo.

Seminário Nacional do Prodetur será no Rio de Janeiro

No final de abril acontecerá na capital o III Seminário Nacional do Prodetur, que reunirá representantes de diversos estados, contemplados com verbas do BID. O encontro será administrado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, e fará um apanhado sobre o status de todos os programas em desenvolvimento no país, financiados pela instituição.

Fonte:Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

EJA Teresópolis participa da 9ª Rio Artes Manuais

Alunas e professoras da Educação de Jovens e Adultos (EJA) na 9ª Rio Artes Manuais
EJA Teresópolis participa da 9ª Rio Artes Manuais

Teresópolis, 23 de março de 2015 - No último domingo, 22, alunas e professoras da Educação de Jovens e Adultos (EJA) das escolas municipais Maçom Lino Oroña Lema, Presidente Bernardes e Cerom, participaram da 9ª edição da Rio Artes Manuais, a maior feira de capacitação em artesanato do Rio de Janeiro. Durante o evento, os visitantes têm acesso a oficinas das mais variadas técnicas como fuxico, moldes duráveis, feltros autoadesivos, patchwork, crochê, pintura glow e muitos outros, sempre no sistema ‘faça e leve’.

Para o secretário municipal de Educação, professor Leonardo Vasconcellos, promover atividades que visam estimular e valorizar a atuação dos alunos, principalmente fazendo com que se sintam sujeitos ativos de seu posicionamento enquanto aprendizes, é muito importante na educação de jovens e adultos, e um compromisso da Secretaria de Educação.

“A Educação de Jovens e Adultos da Rede Municipal prima por se preocupar não apenas com o conteúdo pedagógico tradicional, mas também por definir estratégias que realmente façam a diferença na vida dos alunos, resultando assim numa aprendizagem contínua e abrangente”, analisa o secretário.

Com visitas já habituais a esse evento, esse ano a EJA Teresópolis levou um grupo de 19 pessoas, entre estudantes e professoras, que tiveram a oportunidade de passar um dia diferente, tomando parte nas atividades oferecidas na feira, conhecendo novas técnicas de artesanato e aprimorando noções já adquiridas.
EJA Teresópolis participa da 9ª Rio Artes Manuais
Para Lilianne Marie, professora das oficinas de artesanato da EJA diurna e do Cerom, o dia foi muito proveitoso. “Hoje tivemos a oportunidade de conhecer novas técnicas e materiais e voltar pra casa com muitas ideias para nossas oficinas”, disse a professora.

Entre as alunas que visitaram o evento, muitas voltaram já fazendo planos para regressar em 2016. Algumas já conheciam a feira, enquanto outras estavam participando pela primeira vez. No geral, todas ficaram encantadas com as peças que aprenderam a confeccionar e as oportunidades que o artesanato pode gerar na vida das pessoas.

“A participação da Educação de Jovens e Adultos na Rio Artes já se tornou uma atividade fixa de nossa agenda anual. A cada ano, professoras e alunas voltam encantadas pela produção artesanal e dispostas a se especializar cada vez mais”, explica Ana Paula Coutinho, coordenadora da EJA na da Rede Municipal de Ensino.
EJA Teresópolis participa da 9ª Rio Artes Manuais
Texto: Marcelo Ferreira
Fotos: Divulgação (EJA)
Fonte:Assessoria de Comunicação de Teresópolis